Maduro nomeia ministro de Economia e presidente do Banco Central

Simón Zerpa, diretor de Finanças da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), e Ramón Lobo, ex-deputado que ocupava a pasta de Economia, são os escolhidos por Maduro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/10/2017 16:54

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nomeou o novo ministro da Economia e o novo presidente do Banco Central da Venezuela (BCV), em meio à crise econômica que o país petroleiro atravessa. Ele nomeou Simón Zerpa, diretor de Finanças da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), ministro "em condição de encarregado" de Economia e Finanças, segundo um decreto divulgado na noite de sexta-feira (27). 

Zerpa é um dos 13 funcionários do governo de Maduro sancionados em 26 de julho pelo governo dos Estados Unidos, acusados de "minar a democracia", ou participar de atos de violência e corrupção. Os funcionários sancionados por Washington não podem ter relações comerciais com cidadãos americanos, e os eventuais ativos ou bens que possuam nos Estados Unidos foram congelados. 

Não se sabe se Zerpa vai manter o cargo da PDVSA. Ele substitui Ramón Lobo, ex-deputado que ocupava a pasta da Economia desde janeiro deste ano, e, agora, foi designado por Maduro presidente do BCV. A nomeação de Lobo à frente do BCV foi aprovada nesta quinta-feira pela Assembleia Constituinte, integrada exclusivamente por chavistas, já que não é reconhecida pela oposição. 

Lobo, por sua vez, substitui Ricardo Sanguino no BCV, um ex-deputado que ocupava este cargo desde janeiro. O deputado opositor José Guerra disse que a nomeação de Lobo viola a Constituição, pois o Parlamento - de maioria opositora - deveria indicá-lo. Contudo, o tribunal máximo declarou em desacato ao Legislativo e considera todas suas decisões nulas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.