Trump reforça controle sobre estrangeiros após ataque em NY

Segundo a imprensa americana, o agressor - que atropelou e matou oito pessoas e feriu outras onze - é um cidadão do Uzbequistão que vive nos Estados Unidos desde 2010

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2017 08:54

Kena Betancur/Getty Images/AFP
Washington, Estados Unidos - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou nesta terça-feira (31/10) ter ordenado o reforço do programa de controle de estrangeiros que tentam entrar no país, horas após o primeiro ataque fatal contra a cidade de Nova York desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

"Acabo de ordenar a (departamento de) Segurança Interna o reforço do nosso programa de revisão já extremo", tuitou o presidente.

Segundo a imprensa americana, o agressor - que atropelou e matou oito pessoas e feriu outras onze - é um cidadão do Uzbequistão que vive nos Estados Unidos desde 2010. As tentativas da Casa Branca de proibir a entrada de cidadãos de vários países muçulmanos nos EUA têm sido barradas pela justiça americana.

O governo Trump anunciou na semana passada que retomará a admissão de refugiados, após uma proibição de 120 dias, mas a entrada de cidadãos de 11 países "de alto risco", em geral de maioria muçulmanas, seguirá bloqueada.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.