Escravidão na Líbia, tema de reunião entre França, Níger, Chade ONU, UA, UE

A reunião, à margem da cúpula Europa-África em Abidjan, centrará na "iniciativa" contra os traficantes proposta pelo presidente francês Emmanuel Macron na terça-feira em Uagadugu

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2017 16:09

Uma reunião de emergência será organizada nesta quarta-feira (29/11) à noite com França, Níger, Chade, Marrocos, ONU, União Africana e União Europeia sobre a luta contra os traficantes de migrantes vendidos como escravos na Líbia, anunciou a presidência francesa.



A reunião, à margem da cúpula Europa-África em Abidjan, centrará na "iniciativa" contra os traficantes proposta pelo presidente francês Emmanuel Macron na terça-feira em Uagadugu. A chanceler alemã, Angela Merkel, participará das discussões, segundo o Eliseu.

A França planeja "concretizar a proposta de Emmanuel Macron: sanções contra os traficantes, desmantelamento das redes e evacuação de pessoas em risco nos campos de deslocados e refugiados", explicou a presidência francesa.

A rede CNN exibiu imagens de um leilão de migrantes como escravos na Líbia, provocando indignação internacional.

 

Leia as últimas notícias em Mundo

 

Muitos chefes de Estado presentes na cúpula de Abidjan pediram nesta quarta-feira uma intervenção para acabar com esta situação.

A pobreza e o desemprego "jogam dezenas de milhares nas estradas que os levam à morte e à escravidão. Dirijo-me a vocês horrorizado e assombrado pelas imagens de migrantes africanos vendidos em leilão na Líbia", disse Moussa Faki Mahamat, presidente da Comissão da União Africana.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.