Publicidade

Estado de Minas

Afeganistão bate recorde de civis mortos ou feridos em atentados

Um total de 57 ataques suicidas e outras formas de atentado deixaram 605 mortos e 1.690 feridos


postado em 15/02/2018 06:42

Cabul, Afeganistão - Quase 2.300 civis morreram ou ficaram feridos em atentados no Afeganistão em 2017, o balanço mais grave registrado durante o conflito no país, informou a ONU nesta quinta-feira. Um total de 57 ataques suicidas e outras formas de atentado deixaram 605 mortos e 1.690 feridos, anunciou a Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão (Unama) em seu relatório anual sobre as vítimas civis.


"Esta tendência se confirma em 2018", destacou o representante especial da ONU Tadamichi Yamamoto, ao recordar que três grandes atentados na capital afegã e outro contra a ONG britânica Save the Children em Jalalabad (leste) deixaram mais de 130 mortos e 250 feridos no final de janeiro.

Pelo quarto ano consecutivo, o balanço anual de 3.438 mortos e 7.015 feridos supera a barreira das 10.000 vítimas - 10.453 no total em 2017 -, apesar de uma queda de 9% na comparação com 2016, principalmente em consequência da redução dos confrontos diretos entre insurgentes e forças do governo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade