SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Vídeos que poderiam ser usados no 'kit anti-homofobia' do MEC estão na rede

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/05/2011 21:11

Luisa Brasil

Caíram na rede três vídeos que estavam sendo avaliados pelo Ministério da Educação para fazer parte do material contra a homofobia que seria distribuído em escolas brasileiras. A divulgação do material foi suspensa por Dilma Rousseff nesta quarta-feira (25/5), depois que a bancada evangélica pressionou o Planalto. Os ministros da Educação, Fernando Haddad e da Saúde, Alexandre Padilha, serão chamados ao Planalto para conversar sobre o caso e decidir qual será o futuro do material. Além dos vídeos, também foram produzidas cartilhas para esclarecer estudantes e professores sobre o homossexualismo.

Segundo o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, a presidente assistiu a alguns dos vídeos que estavam sob análise do MEC e não gostou. ''Ela achou que o vídeo era impróprio para o seu objetivo. Não se trata de uma posição só de aparências. A presidente tem as suas convicções e acha que o material é inadequado''.

Os três vídeos mostram histórias de jovens que estão descobrindo sua orientação sexual e não exibem cenas de beijo. O primeiro vídeo, intitulado ''Probabilidade'', tem pouco mais de sete minutos e mostra a história de um jovem que descobre ser bissexual. O segundo filme retrata uma situação onde fotos de um casal de namoradas são divulgadas em uma escola.

O terceiro vídeo conta a história de um garoto, de nome José Ricardo, que descobre ser transsexual e adota o nome de Bianca. ''Me sinto bem assim, como sou hoje, sendo chamado pelo nome de minha atriz preferida, Bianca'', diz o narrador. No vídeo, Bianca reclama do preconceito que sofreu na escola ao adotar uma nova identidade.

 

Confira os vídeos











Tags: