BRASIL / ECONOMIA / POLÍTICA

Vídeos mostram mulher de secretário entrando em hospital no dia da morte

Gabriel Caprioli

Publicação: 25/01/2012 06:33 Atualização:

Uma pessoa próxima do secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, reconheceu, nos vídeos de segurança do Hospital Santa Luzia, a mulher dele, Cássia Gomes, filmada na noite em que ele morreu por falta de atendimento. O reconhecimento, feito à Polícia Civil do Distrito Federal, desmonta a versão do Santa Luzia, que havia afirmado não ter encontrado registros da passagem do secretário naquele dia.

As imagens mostram Cássia entrando na recepção vazia do estabelecimento apressadamente. Ela fala com a atendente, volta ao carro e retorna para dizer algo à atendente (o vídeo não tem som), antes de deixar o hospital. Após o reconhecimento, convencido de que os estabelecimentos não agiram corretamente, o governo federal aumentou a pressão sobre a Polícia Civil-DF nas investigações sobre a morte de Duvanier. A ordem vinda do Palácio do Planalto é desvendar o que ocorreu na madrugada da quinta-feira (19), quando o secretário passou pelos hospitais Santa Lúcia, Santa Luzia e Planalto, no qual morreu após um infarto.

A Delegacia do Consumidor (Decon), que conduz o inquérito que vai averiguar a exigência de cheque-caução, também ouviu ontem os depoimentos de três funcionários do Santa Luzia e de outros três do Planalto. Já o delegado chefe-adjunto da 1ª Delegacia de Polícia, Johnson Kenedy, responsável pelo inquérito que investigará a morte, disse que o trabalho já foi iniciado, mas ressaltou que a apuração ocorre em sigilo. Em ambos os casos, a Polícia acredita ter informações suficientes para indiciar os responsáveis dos hospitais por omissão de socorro qualificada e homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, quer ainda que os hospitais expliquem a blindagem feita pela equipe de atendentes, que impede que os pacientes sequer tenham a oportunidade de ser avaliados por um médico. Para a Polícia, a estrutura burocrática que avalia primeiro se o paciente tem condições de pagar — via plano de saúde, à vista ou com a apresentação de um cheque-caução — para depois prestar os cuidados aumenta o risco de erro. “As administrações dos hospitais determinam previamente um comportamento negligente quando não colocam um médico para atender o paciente e, primeiro, estipulam um preço”, disparou o diretor-geral da Polícia Civil-DF, Onofre Moraes.

Inversão de papel

Na avaliação do médico e pesquisador da PUC-SP Eduardo Perillo, a lógica econômica que tomou conta dos prontos-socorros particulares é perigosa para o cidadão. “Hoje há primeiro uma avaliação financeira. É uma inversão no papel do hospital”, afirmou. Para Perillo, o argumento do hospital Santa Lúcia, o primeiro pelo qual o secretário Duvanier passou, de que ele “chegou andando calmamente e saiu andando calmamente” é um sinal de que há falhas no atendimento. “O hospital quer jogar sobre o paciente a responsabilidade de avaliar sua própria situação de saúde e alertar para a urgência, mas essa não é a obrigação do doente. Esse é o papel do serviço de pronto-atendimento”, ponderou.

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF), Iran Gonçalves Cardoso, é a favor da avaliação prévia feita por um profissional de saúde. Para ele, o procedimento aceleraria o atendimento nas clínicas específicas para cada paciente. O CRM-DF também foi acionado pelo Ministério da Saúde para investigar a conduta dos médicos e hospitais pelos quais passou o secretário Duvanier.

Protesto

Amigos, parentes e companheiros de profissão do secretário Duvanier Paiva Ferreira farão hoje, às 13h, um ato de repúdio em frente à Catedral de Brasília. “A ideia é levantarmos uma bandeira, junto com outras famílias e entidades correlatas, sobre o descaso da rede privada de saúde e o não cumprimento da legislação”, afirmou um dos organizadores. A missa de 7º dia será celebrada na Catedral, às 12h15.

Esta matéria tem: (134) comentários

Autor: ivan h.
O senhor Baltazar Dolle Dias podia servir de exemplo, disponibilizando seus serviços a nação.e que as contas atrasem, a luz seja cortada... | Denuncie |

Autor: ivan h.
Não são os médicos que cobram fortunas com os planos de saúde, nem foram eles que se recusaram a atender o paciente(vide video).Infelizmente para pessoas com o sr Baltazar, falta educação e discernimento. | Denuncie |

Autor: marcos moura santos
Médico não é sacerdote, ele tem uma profissão como qualquer outra. E não é a única que lida com vidas, entao porque teria que trabalhar de graça? Advogado lida com vidas, engenheiro lida com vidas , serviço social lida com vidas... mas só com os médicos se criou essa enrolação pelo planos e governo. | Denuncie |

Autor: marcos moura santos
Entao vamos fazer assim, senhor Baltazar Dolle Dias: os professores formados em faculdades publicas darão aulas de graça para pagar o curso, assim como os advogados, engenheiros,economistas etc deverão trabalhar de graça para pagar seus cursos. é cada coisa que a gente lê por aqui... | Denuncie |

Autor: Valeria Silva
Infelizmente tem que acontecer um "caso destes", envolvento "alguém importante" para que as autoridades tomem providências, quantos pacientes já morreram por falta de atentimento e nada foi feito. Sinto muito por esta vida perdida, mas que bom ter sido uma autoridade p/tomarem providências. | Denuncie |

Autor: marcio fontes
Nunca vi tanto desconhecimento dito aqui.hospital privado não é filantropia. Não tem condição de pagar ou o plano não é aceito, vai pro hospital público. Ou não pode pq é amiguinho da presidenta?? Pq não foi direto pro HBDF q é do lado da casa dele ou pra um hospital q atendesse a Geap? | Denuncie |

Autor: Belchior Costa
Infelizmente alguem teve que morrer para o governo se mexer, para ver a falta de respeito que o cidadão que tem plano de saúde sofre nos hospitais particulares. Todos eles agem assim, se não tiver convênio, cheque caução, ou paga a vista, ou morre. | Denuncie |

Autor: alna fontes
Tanta propaganda, publicidade e gente comentando só porque o cara é "famoso". Este lamentável fato, deve ocorrer diversas vezes ao dia, infelizmente, e não se fala nada. O Governo então, nem se fala. Se realmente se preocupasse com atendimento dos hospitais.. isto tudo só porque "perderam" conhecido | Denuncie |

Autor: Angela Bezerra
Advinhem qual foi o hospital? este mesmo! | Denuncie |

Autor: Angela Bezerra
Cont... fiquei de 24 horas internada e não tive se quer um acompanhamento médico, fui esquecida no hospital só sendo atendida após reclamar da visita, quando o médico apareceu justificando que não sabia que tinha paciente para especialidade dele, não havia sido avisado, com a crise eu me medicava. | Denuncie |

Autor: Angela Bezerra
No ano passado eu tive uma crise de rins, eram duas horas da manhã e o médico do pronto socorro não quis me dar atendimento pq tinha que prencher os formulários contendo informações do meu convênio.Meu filho ainda com 16 anos que resolveu todo o drama. Mesmo assim fui internada as 7 da manhã. | Denuncie |

Autor: Baltazar Doile Dias
Os médicos deveriam receeber remuneração por rendimento, do tipo vai ganhar conforme o número de pessoas atendidas, e bem atendidas. Médicos formados em Universidades públicas teriam que cumprir plantão de emergência em hospitais particulares e públicos, de graça, para pagar o Curso. | Denuncie |

Autor: Roni Vedovo
O GEAP só serve para atender interesses dessa coisa chamada sindicato. Os segurados são menos do que lixo, para esse plano de saúde que é jogado goela abaixo pelo desgoverno. | Denuncie |

Autor: Baltazar Doile Dias
É preciso que o número de médicos seja maior que o número de vagas no mercado de trabalho, para que os mesmo deêm maior valor para os pacientes. É preciso que os médicos corram para atender, porque do jeito que está eles correm para se esconder dos doentes. | Denuncie |

Autor: Rogerio Santos
Quanta hipocrisia desta Presidente!!!É totalmente omissa com a população e agora vem com essa de pressão nas investigaões. Deveria é ter vergonha de aparecer, por que os Hospitais da rede públicca , estão um lixo. Por que o amiguinho dela não foi para um Hospital publico? Bem feito. | Denuncie |

Autor: Baltazar Doile Dias
São mercenários lidando com as vidas alheias. Donos de hospitais se juntam com a máfia dos médicos e fazem o que bem entendem com os doentes, inclusive negam-lhe atendimento de emergência. O Governo Federal tem que aumentar a quantidade de vagas nos cursos de Medicina no país. urgente. | Denuncie |

Autor: Marcos Douglas
Nossa pq ele não foi para o HOSPITAL DE BASE, talvez teria atendimento..eu acho.....???meus pesos.... | Denuncie |

Autor: Magda
Até parece que ninguém sabe o que acontece nos hospitais particulares! Agora virou novidade e causa de espanto! Quem tem plano, pegue o seu guia de usuário e se dirija aonde está escrito que atende e reze para ainda não ter sido cancelado. Ou então, corra para o Hospital de Base. Simples, assim! | Denuncie |

Autor: Rogerio Santos
Vejam só as coisas. Todos os dias pessoas morrem nas portas de Hospitais e nada é feito. Agora por que morreu uma " autoridade", amiguinho da Presidente, pronto! O mundo vai acabar. Deveria morrer mais autoridades desta forma, só assim, a população carente também se beneficiaria. E a rede pública? | Denuncie |

Autor: Cleiton Gomes
Aconteceu algo muito parecido comigo nesse hospital santa luzia, estava com suspeita de apendicite com encaminhamento de um outro hospital em mãos com pedido de urgência, porém só fui atendido depois de pagar 200 REAIS EM DINHEIRO, se negaram a aceitar meu cartão de crédito. | Denuncie |

Autor: Lucia Teixeira
Esses dois hospitais ainda fazem propaganda da saúde sempre em primeiro lugar....isso é falta de honestidade e humanidade, o que aconteceu com o falecido.Talvez estivesse vivo se houvesse ido em primeiro lugar ao Hospital de Base, perto de sua residência.Sempre fui bem atendida lá! | Denuncie |

Autor: Ademar Nova
Esse cidadão morreu vítima de RACISMO e PRECONCEITO ! Viram que era negro e só se preocuparam se ele teria dinheiro pra pagar pelo atendimento ! Todos os culpados da direção do hospital tem que ir pra cadeia ! | Denuncie |

Autor: Pablo Leite
O governo sempre negligenciou a fiscalização em quase todas as suas instituições, em especial, nas agências reguladoras. Agora, olha aí, o que eles criaram se voltando contra eles! quando é o povão, Maria e João, nunca fez nada! | Denuncie |

Autor: marcos moura santos
quer resolver esse problema? que se acabem com os planos de saúde! eles apenas tomam dinheiro do cidadao, nao pagam devidamente aos médicos e tornam a saude um caos. | Denuncie |

Autor: marcos moura santos
Quanto a aceitação de cheques, isso é muito perigoso, pois vários médicos já receberam cheques sem fundo. Ou voces acham certo um trabalhador receber cheque sem fundo? Em que artigo do juramento de hipocrates isso está escrito? E os usuarios precisam entender que nem todo hospital aceita seu plano. | Denuncie |

Autor: marcos moura santos
Já imaginava que apareceriam pessoas culpando os médicos. Digam-me: Que culpa os médicos têm, pois os mesmos ficam tocando ficha , em seus consultorios, sem saber o que acontece lá fora? Os grandes culpados são os planos de saúde, que cobram mensalidades abusivas e não repassam adequadamente. | Denuncie |

Autor: Luiz Alves
O Governo Federal,estadual e municipal não tem que se preocupar a rede de hospitais privadas e sim com a saúde pública. Esta sim; está uma verdadeira calamidade. Quantas pessoas já morreram em todo Brasil nas portas dos hospitais público. Parece que o governo não sabe disso. | Denuncie |

Autor: danilo peluso
Esse o padrão de atendimento. Mas esses hospitais vão se ferrar, pois quem morreu não é nenhum desconhecido da periferia! | Denuncie |

Autor: Marcio Rodrigues
ISSO ACONTECE TODO DIA TODA HORA, SÓ QUE ACONTECE COM PÉ-DE-CHINELO, AGORA QUE PEGOU UM PEIXÃO QUEREM INVESTIGAÇÃO RIGOROSA E ISSO E AQUILO, TÁ VENDO VCS TBM UM DIA PODEM PRECISAR, ESSA É A SAÚDE QUE SEGUNDO LULA "BEIRA A PERFEIÇÃO" | Denuncie |

Autor: gringu gringu
tudo por causa de uma folha de cheque.... | Denuncie |

Autor: An@ Crys
Está mais que na hora do SUS ter prioridade nesse país. Saúde é DEVER do ESTADO e DIREITO de TODOS nós. Do contrário ficaremos à mercê dos seguros-saúde e saúde privada - é só ver o filme SICKO-SOS SAÚDE de Michael Moore. | Denuncie |

Autor: Mário Gutierres
Toda a morte desta forma, sem atendimento médico, é horrível. Mas que pena o Gov. Federal não haja da mesma forma (cobrando providências energicas) como os muito casos de morte por falta de atendimento no hsopitais públicos. Vemos que nem todos os brasileiros são iguais. UMA PENA Sra Presidente. | Denuncie |

Autor: Jair Vitoriano
Antes do governo averiguar o que acontece nos hospitais particulares, deveria fazer nos Públicos, que é de sua responsabilidade. | Denuncie |

Autor: Jair Vitoriano
Diariamente morrem seres humanos nos hospitais públicos, por falta de atendimente ou negligência médica e a Sra Dilma, nunca sequer, tomou conhecimento. Isto que presidenta está fazendo agora, é administrar em benefício próprio e os juristas deveriam condena-la por prevaricação. VAMOS GRITAR POVO. | Denuncie |

Autor: Carlos Pereira
Sinceramente, não acredito que o governo não soubesse como é o atendimento nos hospitais particulares, essa "onda" toda é porque é um Secretário, se fosse um pobre coitado não saia nem nota no jornal. Nesse caso o governo foi vitima da sua omissão. | Denuncie |

Autor: maria eymard
VALE QUANTO PAGA. | Denuncie |

Autor: maria eymard
SENSAÇÃO DE DESCASO......É ISSO QUE SENTIMOS. | Denuncie |

Autor: morgana fernando
imagina no hospital publico os HRTS HRCS DA VIDA KKKKK | Denuncie |

Autor: PEDRO JUNIOR
Senhores, quero fazer algumas afirmações! Não haverá punição efetiva aos responsáveis e nem tão pouco haverá mudança nas rotinas de trabalho de tais hospitais.Afirmo que nem mesmo um assunto tão explorado pela mídia e a pressão do governo fará o barulho necessário para mudar o cenário da saúde do DF | Denuncie |

Autor: Danubia Rodrigues Silva
Não importa nos hospitais, particulares ou públicos, se há uma vida correndo risco. Amor ao próximo não existe nestes estabelecimentos comerciais! Minha mãe necessitou de um exame urgente no hospital Santa Luzia e ele não foi realizado enquanto não fiquei 22min. na fica p/ o plano de saúde autorizar. | Denuncie |

Autor: marta souza
SE OS HOSPITAIS PÚBLICOS DO DF ATENDESSEM BEM, SE TIVESSEM MÉDICOS, ENFERMEIROS, LEITOS, EXAMES, EQUIPAMENTOS ETC., TENHO CERTEZA QUE A VÍTIMA TERIA PROCURADO UM HOSPITAL PÚBLICO. TODO MUNDO SABE QUE FALTA INVESTIMENTO NA SAÚDE PÚBLICA DO DF E DO BRASIL. A SAÚDE PÚBLICA DO DF ESTÁ NA UTI. | Denuncie |

Autor: marta souza
Isso é comum nos hospitais Exigem cheques ou dinheiro como calção. Além disso, muitos hospitais atendem mal. além de omissão de socorro alguns ainda cometem erros médicos. Só perde quem morre. O tempo passa e daqui uns dias ninguém mais vai se lembrar dos fatos, é tudo voltará a acontecer novamente. | Denuncie |

Autor: carlos moreira
Houve omissão de socorro? Sim! Há um estardalhaço do governo federal e do GDF pela ocorrência? Sim! O usuário não fazia a menor idéia da cobertura de sua plano de saúde? Sim! Então, me desculpem, deve ser apurada a omissão de socorro, e nada mais......... | Denuncie |

Autor: Bruno Brum
Eu já passei por esta situação pelo menos 3 vezes neste hospital. Na primeira, e estava com o dedo cortado e precisava de pontos. Como eu estava sozinho em casa tive que ir ao hospital sem ninguém. Eu não fui atendido porque não tinha dinheiro em especie somente em cartão para pagar o médico. | Denuncie |

Autor: Luiz Alves
Concordo com todos mas as autoridades não fazem nada vejam que o Hospital Brasilia já foi notificado para que em sua EMERGENCIA tenha atendimento INFANTIL, porem ate hoje nada foi feito. Cada as medidas cabiveis.Quem e o responsavel por tal descaso. | Denuncie |

Autor: REGINALDO REIS
Já que nossas autoridades que administram a saúde Publica deste país dão ouvido de mercador ao descaso que se encontra a mesma,Porque esse Senhor não procurou um hospital publico quem sabe isso não teria acontecido.. | Denuncie |

Autor: Bruna
Acho muito estranha a forma que a nossa sociedade encara a vida do próximo.. um pai, uma mãe, uma filha.. que estão entre a vida e a morte, e a pessoa enxerga apenas como um negócio sendo vendido.. aquela pessoa deixa um vazio para muitos... é um valor inestimável. | Denuncie |

Autor: Bruna
Essa omissão de socorro acontece TODOS os dias! Tenho uma amiga que quase perdeu o bebê por não terem nenhuma vaga, em hospital nenhum, quando ela ja estava em trabalho de parto.. conveniente seria abrir logo um processo coletivo contra esses hospitais e planos de saúde. | Denuncie |

Autor: ROGERIO SILVA
Como o Anilton que postou abaixo, também não sou dono de hospital, mas como usuário de plano de saúde, entro todo mês no site e imprimo uma tabela atualizada dos locais e médicos que atendem para evitar isso. Acho melhor do que ficar discutindo legislação na hora de um aperto. | Denuncie |

Autor: luiz benedito
Só falta inquéritos e investigações também nos hospitais públicos de Brasília. Não é só nesse caso que os brasileiros esperam justiça, nos dos pobres sem partido também. | Denuncie |

Autor: denio ramos
A atitude e padrão em qualquer hospital particular, ou seja, se o estabelecimento não atende aquele convênio então somente com dinheio e não importa a gravidade. Só espero que a morte de Duvanier sirva de exemplo. | Denuncie |

Autor: nadja silva
Não é que a vida do secretário valesse mais Aproveitemos a repercussão do lamentável caso provocado pela omissão dos mortíferos bastidores desses hospitais que se dizem emergências para COBRAR mudanças fiscalização responsabilização VEDAÇÃO ao checkup financeiro social antes do checkup ao paciente | Denuncie |

Autor: Luciano Frantz
os casos que representam risco imediato de morte. Vi comentarios de pessoas que disseram ter esperado em fila por estar com mão sangrando ou dor forte. Desde quando estas coisas levam a morte se não tratadas imediatamente? Infelizmente a falta de educação e a desorganização da saúde levam a isto!! | Denuncie |

Autor: Luciano Frantz
O maior problema é que num país como o nosso de população analfabeta é dificil explicar o que é uma emergência. Emergência é risco de morte imediato, qualquer outra coisa não é emergência e não vai ser prontamente atendida. A obrigação dos serviços privados ou públicos é aternder prontamente apenas | Denuncie |

Autor: casio magalhaes
O que mais me da nojo é tanta midia por era alguem da politica,tanta investigação,tanta gente dizendo que tem que punir,mas e os milhares de brasileiros que morreram da mesma forma e essa imprensa mediocre nem noticiou,pobre não vende jornal não é? | Denuncie |

Autor: walace santana
As autoridades devem investigar também se não houve algum tipo de discrimação, social ou de cor, nesse caso.Imagine um senhor negro de barba e cabelos brancos q sai às pressas no meio da noite (mal arrumado ou de pijama), com sintomas de infarto e o hospital fica exigindo cheque caução?! Absurdo! | Denuncie |

Autor: MARIA APARECIDA SILVA
Já fui servidora do DPF e meu pai faleceu pro causa disso....tinha GEAP mas eu não sabia o que os serviços da UTI VIDA poderiam proporcionar...resultado: morreu antes de conseguir socorro médico! agora, só a dor de nossa família e a sensação de descaso | Denuncie |

Autor: MARIA APARECIDA SILVA
ele seria atendido em casa, e encaminhado, já em ambulancia, para o hospital conveniado....mas a culpa é dos gestores de RH dos [orgãos publicos(como ele mesmo era um) que não instruem os servidores quanto aos serviços que os mesmos podem dispor! só se importam e descontar dos contracheques!!! | Denuncie |

Autor: walace santana
Quem já precisou de um pronto-socorro na madrugada sabe que o Santa Luzia/Lucia não tem nada de pronto.O dia q precisei só tinha um clínico para umas 15 pessoas na espera.Um senhor q já estava há uma hora esperando, com fortes dores, saiu dizendo que ia à polícia registrar queixa.É assim | Denuncie |

Autor: MARIA APARECIDA SILVA
Lastimável o que aconteceu com esse senhor...o problema é que, as pessoas, mesmo as assistidas por planos de saúde,não são instruídas para usá-los corretamente...tudo isso teria sido evitado se, ao invés de ter levado o senhor para o hospital ,a esposa tivesse acionado a UTI VIDA | Denuncie |

Autor: Luciana santos
Para entra na emergencia do hospital Santa Lucia, só entra se passar no estacionamento pago, Senhora Dilma e Senhor Ministro da saúde aproveita e tira aquela cancela, esse hospitais cada dia pior, esta dificil de ter plano de saude, somos tratados com cachorro | Denuncie |

Autor: Nilo Mendes
Tragédia....mas que ocorre todos os dias em hospitais públicos ou privados no Brasil. As autoridades devem agir com rigor, não só porque uma autoridade morreu, mas por toda a população que necessita de atendimento e não tem. Principalmente em BSB. Um governo que não resolve nem naquilo que é formado. | Denuncie |

Autor: Luciana santos
Parabens Dilma e Ministro da Saúde, olhe para nosso povo, esse hospitais estão fazendo de gato e sapato quem tem plano de saúde, olhe também na emergencia do santa luzia, só entra pela emergencia se pagar o estacionamento, já cheguei no hospital com minha filhinha e não pode entrar, AJUDE URGENTE | Denuncie |

Autor: andre alves
%u201CHoje há primeiro uma avaliação financeira. É uma inversão no papel do hospital%u201D. Quero ver quem vai fazer isso deixar de ser prioridade no Brasil. O cumprimento das leis só é arrochado para os menos favorecidos financeiramente. Para ricos, tudo se dá um jeito. | Denuncie |

Autor: Kika Braz
fico a pensar..tudo isso porque era um homem publico e quantos anonimos ja morreram pela mesma atitude desses hospitais capitalistas!!!! Brasil mostre a sua cara... | Denuncie |

Autor: andre alves
O secretário só não compareceu ao Hospital de Base porque tinha certeza que morreria na fila de espera da emergência. A busca pelo particular foi um ato de tentar ser atendido mais rápido e com qualidade para, pelo menos, continuar vivo. Sua morte provou a prioridade do comércio da saúde sobre a vida | Denuncie |

Autor: andre alves
Infelizmente as providências mais rigorosas por parte das autoridades só foram tomadas após um "parceiro" morrer. Quantas pessoas simples não morreram, mesmo em hospitais particulares antes desse caso. Os políticos devem parar com esse corporativismo hipócrita e passar a atender o interesse público! | Denuncie |

Autor: washington rego
Que empenho do governo federal e da pcdf para resolver este caso,todos os dias tem mortes nas portas de hospitais inclusive da rede publica,gostaria que fosse o mesmo tratamento igual a todos não e isso que esta na nossa constutuição falida! | Denuncie |

Autor: Anilton Moccio
Hoje vou ser o "Advogado do Diabo", deixo claro que não sou médico nem dono de hospital, hospital particular é uma empresa, tem que se manter, se atender todo mundo sem receber vai para a falência, a obrigação de atender a todos é do governo, é ele que tem que ter emergências para atender a todos. | Denuncie |

Autor: SALOMÃO FEITOSA
Valdir Santos, a GEAP não tem nada a ver com isso, a GEAP informa atraves da web e informativos proprios, todos os nomes, telefones e endereços dos hospitais, clinicas, laboratórios e médicos que atendem o convênio, portanto o secretário tinha tudo ao seu dispor. | Denuncie |

Autor: Marco Oliveira
Pense todos hospitais privados atendendo urgências de convênios " não conveniados", inclusive o SUS. Pra quê fazer convênio então? Sendo urgência , a família devia ter procurado o hospital mais próximo, dizem que era o Hospital de Base.Você acha que ele seria atendido prontamente? Aguarde na fila.Sr! | Denuncie |

Autor: Paulo guimaraes
De Santo esses hospitais não tem nada, "Santa Luzia, Santa Lúcia", quem são os verdadeiros proprietários? Será que são filantrópicos? coitado do Sr.Duvanier, | Denuncie |

Autor: Edson Silva
Agora o poder sentiu na pele o descaso que acontece na saude pública do Brasil, provando do seu proprio veneno, diariamente isso acontece com os simples mortais, mas foi necessario alguem da alta cúpula morrer para a presidente tomar alguma atitude, poderia morrer um todo mes que a saude melhorava. | Denuncie |

Autor: Adriana Silva
Quem já usou estes hospitais sabe que isso de provar a condição financeira é a rotina normal. Bem que as autoridades poderiam se passar por pacientes para avaliar a realidade. | Denuncie |

Autor: Paulo guimaraes
95% dos hospitais no DF não aceita o convênio com GEAP. Agora a GEAP emite uma nota que tem vários hospitais credenciados. ANS investigue a GEAP. | Denuncie |

Autor: marcos
Então foi a esposa que o levou pro hospital...? Por que ela não levou pro hospital de base que fica a menos de 250 metros de sua casa? Preferiu levar para hospitais mais distantes e não credenciados? Ficam a uns 4km e com vários semáforos no caminho. Que estranho... | Denuncie |

Autor: carlos Carvalho
porque o Samu, ou o base, se o caso for de risco de vida, é melhor do que arriscar nesses hospitais, se vc não souber se aceita o plano, ou não tiver com uma maleta de dinheiro do lado. | Denuncie |

Autor: Sérgio Prado
Se fosse comigo ou com qualquer do povo a PCDF não estaria nem ai, mas como foi com alguém do governo do PT eles querem punição...Hipocrisia lamentável!!!! | Denuncie |

Autor: carlos Carvalho
isso é um absurdo mesmo que se vê nos "açougues- hospitais", pode fazer o teste, chega lá dizendo que não tem plano de saúde, ou algum que eles não aceitam para darem o flagrante no desrespeito e humilhação que passamos quando vamos a esses hospitais.Bem me dizem, no caso de urgência , ligue 192. | Denuncie |

Autor: biomar silva
Meus sentimentos à familia do Sr. Duvanier. Infelizmente estamos todos reféns da situação caótica em que se encontra a Saúde no Brasil. Pode ser rico ou pobre. Acorda Brasil!!! | Denuncie |

Autor: carlos Carvalho
tem que meter ferro mesmo nesses hospitais, porque vc chega lá passando mal e tem que enfrentar as "atendentes" que fingem te ver , ou o seu problema . Já precisei de "dar pontos" na mão, cheguei lá sangrando e quando pedi um médico, me disseram que tinha que ter caução.Cadeia neles e foi nos 3 ditos | Denuncie |

Autor: Charles Silva
Por que ele não procurou a emergências dos hospitais públicos? Só porque é do alto escalão do governo surge esse bafafá todo. Enquanto nas emergências dos hospitais do GDF muitos morrem à míngua esperando um atentendimento e ninguém fala nada! | Denuncie |

Autor: milzabete pinhate
E dificil de acreditar que as autoridades ainte tem duvida dos comportamento dos hospitais particulares, nao precisa nem investigaçao por que isso e comum, principalmente no hospital santa lucia, primeiro paga depois e atendido... | Denuncie |

Autor: Leandro LG
engraçado é que morre pobre todo dia assim e nada é feito..agora morreu o amiguinho da DIlma ai o governo todo cai em cima...a policia civil..etc...isso é vergonhoso ler! | Denuncie |

Autor: Virginia Mari Leitte
PARA ESSES HOSPITAIS A VIDA SÓ VALDE COM CHEQUE NA MÃO. | Denuncie |

Autor: Virginia Mari Leitte
É PRECISO CRIAR UMA CPI NO CONGRESSO PARA INVESTIGAR A SAÚDE PÚBLICA BRASILEIRA, NÃO É MAIS POSSÍVEL QUE CIDADÃOS MORRAM NA PORTAS DE HOSPITAIS. NO CASO ESPECIFICO É PRECISO REVER A RELAÇÃO PLANOS DE SAÚDE E HOSPITAIS QUE OS ATENDEM. | Denuncie |

Autor: ana lopes
OS CULPADOS SÃO OS DONOS E ESSE COVÊNIO DO GAPE QUE SÓ ATENDE EM DOIS LUGARES DO DF...OS FUNCIONARIOS SÓ RECEBEM ORDENS A POLICIA DEVERIA PRENDER ..OS DONOS NAO OS FUNCIONARIOS E INJUSTOS | Denuncie |

Autor: ana lopes
As atendentes só recebem ORDENS não deveriam se punidas não éh culpa delass ..os verdadeiros culpados são os donos dos hospitais e os covenio da gape que só atende em dois lugares do df...AS ATENDENTES SÓ RECEBEM ORDENS E SE NÃO AS FIZER RUA A FILA E ENORME PRA QUEM PRECISA DE UM EMPREGO | Denuncie |

Autor: rodrigo dutra
pena que tem que acontecer com um figurão da politica para que se tome as devidas providencias. | Denuncie |

Autor: Vicente da Silva
Caso isso tivesse sido feito antes por iniciativa do próprio governo, não teria ocorrido mais esta morte. | Denuncie |

Autor: geraldo amorim
Estar claro a omissão de socorro, já que o sintomas da vítima era vulnerabilidade cardíaca, não poderia esperar. Me estranha e a PCDF, indicar a DECON, quantos aos cheques não emitidos, isso só vai atrasar a devida apuração pela 1ª DP. Que a justiça seja feita desta vez e sirva de exemplo aos outros. | Denuncie |

Autor: Morgane Cristiane Lima
O descaso desses hospitais e clínicas de pronto atendimento está cada vez maior. Dia 21/12, cheguei c/ minha mãe a uma clínica em Sobradinho 17h40, porém não passei dos atendentes "blindados", disseram que o atend. naquele dia seria até às 18h, após insistir, disseram que a médica já tinha ido embora | Denuncie |

Autor: Raimunda Santos
A esposa dise que o plano de saúde não é aceito pelos hospitais. Então ela pretendia o que? Dá uma carteirada só por que o marido trabalhava com a Dilma. Ela poderia até ter feito isso, mas no HBB. Mas já morreram tantos Joses e Marias por falta de atendimento nos hospitais . Por que o escândalo? | Denuncie |

Autor: nadja silva
Suponho que o dr. Duvanier não deve ter sido atendido adequadamente no Hospital Planalto tendo em vista que nesse hospital não há cardiologista de plantão.Eu mesma já passei mal várias vezes com hipertensão e sintomas de taquicardia e fui atendida por um clínico.PASMEM, não há cardiologista. | Denuncie |

Autor: Raquel Urani
Quando a pessoa é púbica, né? Isso acontece mto mais do que se imagina e nunca vi tanta revolta por parte do governo com alguma pessoa que tenha morrido na porta do PS. ESSE É O BRASIL! | Denuncie |

Autor: Antonio Nunes Neris
Engraçado ou melhor dizendo trágico! o que me deixa revoltado é o fato pq investigar a morte do secretário?? e outros milhares de brasileiro que morrem todos anos e niguém faz nada, pq a vida do secretário vale mais do que um outro brasileiro!! essa é o brasil e não BRASIL.. | Denuncie |

Autor: francisco prado
gostaria de ver esta investigação sobre o mau atendimento nos hospitais tambem quando alguem da população passa por isso, todo dia morre um monte de gente por falta de atend. nos hospitais,mas ninguém faz nada, agora porque o homen era secretario,vem esta correria,e o povão pode morrer sem atendimeno | Denuncie |

Autor: Lidiana Calorio
Sim. Isto deve ser apurado e punido. Pena que se o caso fosse com um pobre mortal, pessoa comum, ninguém se importaria. Não haveria nenhuma investigação. | Denuncie |

Autor: Candango Candango
Posso até estar errado, todavia, o que está em jogo, não é a exigência do hospital particular, mas sim, a ineficiência dos hospitais públicos. Se o sistema federal ou estadual estivessem funcionando corretamente, não haveria a necessidade de se prucurar o existência de planos hospital privado... | Denuncie |

Autor: JOELMA VIEIRA
INVESTIGUEM QUE VOCÊS IRÃO ENCONTRAR MUITA COISA ERRADA, MAS NÃO PAREM SÓ NISSO AÍ. | Denuncie |

Autor: JOELMA VIEIRA
NO HOSPITAL PRONTO NORTE , AINDA É PIOR, SE FOREM PROCURAR LÁ SIM VOCÊS IRÃO ACHAR MUITA SACANAGEM COM PACIENTES. TANTO QUE O DONO DE LÁ É O MESMO DO SANTA LÚCIA E SANTA LUZIA, É UM MAFIOSO. | Denuncie |

Autor: JOELMA VIEIRA
PELO MENOS AGORA OS ÓRGÃOS DE DIREITO VÃO CORRER ATRÁS, INFELIZMENTE PRECISOU MORRER ALGUÉM PARA O GOVERNO ACORDAR, E DIGO ISSO OCORRE TEM MUIIITTTO TEMPO . ESSA NÃO FOI A PRIMEIRA VITIMA. | Denuncie |

Autor: Sergino Souza Barbosa
Huuuummm!!!! Gostaria de ver todo esse empenho do governo (Planalto e MS) quando da morte de dezenas (ou mais) de brasilienses por falta de atendimento nos hospitais públicos e privados. Se o Senhor Duvanier, não fosse funcionário do governo, desculpem o trocadilho, mas esse caso já teria "morrido". | Denuncie |

Autor: vilson santos
Infelismente, teve que acontecer uma fatalidade pra que as autoridades agissem e assim mesmo só estão agindo devido a repercutição do caso e da autoridade da pessoa que morreu.... | Denuncie |

Autor: ANDRE DE BRITO
NESTE MOMENTO O GOVERNO QUER ENCONTRAR CULPADOS,MAS TODOS SABEMOS QUEM SAO OS VERDADEIROS CULPADOS.NOSSOS LEGISLADORES E O PROPRIO SISTEMA DE SAUDE QUE PERMITE ESSE DESCASO COM A SOCIEDADE TEM QUE MUDAR AS LEIS SE NAO TEREMOS QUE CHORAR AS MAGOAS DAS PESSOAS QUE AMAMOS. | Denuncie |

Autor: marcos sousa
E alguém já pensou na possibilidade do atendimento ter sido de outra maneira caso o paciente fosse branco de olhos azuis ? É apenas uma conjectura ... | Denuncie |

Autor: Edila Lima
Isso já vem de muito tempo no hospital Santa Luzia. Minha mãe a anos atrás estava passando mal e precisou de fazer um exame como não conseguiram entrar em contato com o Plano dela, exigiram um cheque caução enquanto não fosse liberado o exame. Primeiro vem o dinheiro depois a saúde do paciente! | Denuncie |

Autor: Fabio Costa
Tô falando...esse país já era. Pode devolver pra Cabral! | Denuncie |

Autor: marcos sousa
Foi preciso morrer uma figura importante para que o governo investigasse o que ocorre diáriamente nos hospitais de Brasília. E o Santa Lúcia ainda tem o agravante de ter uma guarita para o estacionamento pago, ou seja, voce chega com alguém à morte e ainda tem que esperar para pegar o ticket !!! | Denuncie |

Autor: Camila alves
Casos como esse acontecem diariamente nos hospitais do DF. Nada muda!!!! | Denuncie |

Autor: Wellington da silva mota
É incrível que uma vida dependa de um cheque-caução. O mais impressionante é como uma pessoa pública tem tanta atenção. Se fosse um pobre, como os que há em hospitais públicos ou até particulares, vítimas da mesma omissão, com certeza não teria apoio do Planalto, da minstério da Saúde, CRM, Etc! | Denuncie |

Autor: Marcio Silva
passando muito mal.. com dor no peito por exemplo: eu mesmo fui ao sta luzia com dores no peito, cansado e estava sem carteira de saude e foi me exigido um cheque para ser atendido.. falei que nao tinha que era pra eles ligarem eles falaram que nao podiam tive que ir pro anchieta amigo me dar cheque | Denuncie |

Autor: Valdilene Silva
É piada essa notícia, quantas pessoas comuns já morrem e ninguém fez nada? Isso sim é preconceito social, ou seja, o Zé ninguém pode morrer sem socorro na porta de um hospital particular e nada é feito mas para um Secretário tudo é investigado de forma rápida e sem burocracia. Brasil igual a zona! | Denuncie |

Autor: Marcio Silva
Eu não sei qual a dificuldade em descobrir essa pratica nojenta que todo hospital particular faz!!! E so algum reporter esperar passar esse momento e tentar atendimento em algum desses hospitais (sta lucia, sta luzia, anchieta, sta marta) simule que esta sem a carteira do plano de saude ou apenas | Denuncie |

Autor: Rogerio Rodrigues
Os médicos no Brasil, em sua maioria forma-se em instiuição publica do tipo Unb, deveria existir uma lei que obrigassem estes médicos a atenderem a população em hospitais publicos durante o mesmo periodo que ficarma na faculdade bancada pelo povo. Mas não temos politicos que proponhamuma lei assim. | Denuncie |

Autor: Daniel Carneiro
Ué!! não levaram no hospital público porque? Não confiam no serviço administrado pelo governo!!! | Denuncie |

Autor: rodrigo silva
que sirva de exemplo. E que de agora em diante o ministério da saúde tome providências quanto a essa pratica desumana dos hospitais que não é de hoje que acontece. | Denuncie |

Autor: Alisson Peixoto
Prezados, eu já enviei a polícia e esse jornal caso semelhante que ocorreu comigo. Reitero pelo décima vez: nem cheque eles aceitam (Santa Luzia), é somente dinheiro e pronto. Já me coloquei para ajudar a testemunhar os absurdos desse hospital, cujo parente tambme veio a falecer. Mas ninguem ve isso! | Denuncie |

Autor: OL ES
Infelizmente é necessário morrer alguém importante para que providências sejam tomadas. Nossa sociedade precisa aprender a equilibrar melhor os interesses individuais (neste caso, o lucro) com os interesses coletivos (nesse caso, o atendimento à população). Concordo com o pesquisador Eduardo. | Denuncie |

Autor: rodrigo silva
uma vez cheguei com meu filho no hgo com 40 graus de febre. estava sem plano de aude na epoca e eles me cobraram o valor a vista no dinheiro nao aceitaram cartao de credito nem debito nem cheque caução. imagina quantas pessoas ja morreram nessa mesma situação. agora com a morte do ministro.... | Denuncie |

Autor: Rogerio Rodrigues
Vamos ver, se for caracterizado omissão de socorro, devem responder criminalmente o hospital, os administradores dete e os médicos. Deve-se considerar seriamente o fechamente do hospital. | Denuncie |

Autor: William Ferreira
Por que o PLANALTO não faz o mesmo com os MILHARES de Brasileiros POBRES que morrem nas filas dos hospitais??? A MÍDIA não critica, pois tem medo da DILMA. | Denuncie |

Autor: alexandre galheno
Todo dia morre gente esperando atendimento, isto ai sempre foi praxe na saúde particular e só agora o governo vê isto? Somente pessoas do alto escalão podem ter saúde o resto do povo que paga imposto não tem o mesmo direito, vamos acordar. | Denuncie |

Autor: FABIO
O serviço privado de saude, ha muito tempo deixou de ter compromisso com a saude da sociedade. transformaram a saude em um produdo de alto valor agregado e usam os mesmos criterios de avaliação de quem compra um carro, um imovel... quem nao tem conhecimento, sugiro se precaver antes que seja tarde. | Denuncie |

Autor: Alexandre Silva
A investigação financeira feita por estes hospitais é conhecida pelos usuários a muito tempo. Quem sabe agora dão jeito nessa falta de humanidade. | Denuncie |

Autor: donizetti garcia
Um grande protesto é o caminho. Imaginem quantos anônimos morrem a partir da ação irresponsável desses hospitais? | Denuncie |

Autor: SALOMÃO FEITOSA
O plano de saúde GEAP não tem nada a ver com o acontecido, pois divulga na web e informativos proprios relação de hospitais, clinicas e médicos para atendimento dos segurados, no caso o secretário não atentou para saber qual hospital procurar, em caso de emergência. | Denuncie |

Autor: Jose Edilio
O juramento feito no término do curso de medicina é uma maravilha: Jura salvar vidas, jura fazer de tudo para amenizar o sofrimento do paciente, etc.. A realidade é: Tem condições de pagar ? Não tem? Então.... Tô nem aí, tô nem aí... Se tivéssemos hospitais públicos dígnos , com tanta arrecadação. | Denuncie |

Autor: Luiz Sergio
Se as provas começarem a fechar o cerco, é preciso ficar atento com o plano B dos culpados. O dinheiro. | Denuncie |

Autor: José Alencar
É um absurdo a maneira burocrática como os hospitais recebem seus pacientes na emergência, justamente o momento de maior fragilidade do indivíduo. O problema é nacional e tem se repetido diariamente em vários hospitais. Enquanto isso os usuários sofrem. Ainda bem que existia um vídeo. | Denuncie |

Autor: aroldo lima
Claro!É lamentável tudo isso.Porém, pergunto:porque não fazer o mesmo contra os hospitais públicos que também são negligentes?A quem punir ?O GDF (SEC.Saúde)?Minha avó morreu há 7 anos sem atendimento aqui em Sobradinho?E daí?Quem perdeu foi ela, que foi encontrar JC antes da hora.Pêsames a família! | Denuncie |

Autor: Paulo guimaraes
Parabéns Presidente DILMA, faça uma varredura nesses planos de saúde principalmente a GEAP e, também nos Hospitais. Quero ver braços algemados. | Denuncie |

Autor: valdir santos
Notem que a pressão está toda somente sobre os hospitais . E a GEAP? | Denuncie |

Autor: Paulo guimaraes
95% dos Hospitais de Brasília não atendem o Plano GEAP. Agora a GEAP solta uma nota dizendo os hospitais credenciado para o atendimento,é brincadeira. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.