política
  • (10) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministério afirma não ser irregular a situação da médica cubana refugiada O médico só pode perder o visto, caso saia do programa

Publicação: 05/02/2014 14:40 Atualização: 05/02/2014 15:08

A profissional da área de saúde pediu asilo ao Brasil na última terça-feira (4/2) (Carlos Moura/CB/D.A Press)
A profissional da área de saúde pediu asilo ao Brasil na última terça-feira (4/2)

O Ministério da Justiça afirmou nesta quarta-feira (5/2) que não é irregular a situação da médica cubana Ramona Matos Rodríguez, que fugiu do Pará na última terça-feira (4/2), onde atuava no programa Mais Médicos. De acordo com o ministério, a profissional de saúde não pediu o descredenciamento do programa, então, seu visto de permanência no território brasileiro é válido.

O órgão nega que haja interceptação telefônica e que Rodríguez seja procurada, visto que sua situação no país não é considerada ilegal. A médica pediu asilo político ao Brasil alegando que não recebe o salário a que tinha direito pela participação no programa e está refugiada na Câmara dos Deputados.

"A lei é clara: quando uma pessoa abandona o programa Mais Médicos, perde o visto de permanência e também a licença para atuar no programa", afirmou o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, por meio do perfil oficial do ministério no Twitter.

Segundo Ramona, o governo cubano prometeu pagar US$ 1000 pela participação da médica no programa. A profissional afirma que se sentiu enganada quando soube que colegas de outros países estão recebendo R$ 10 mil e R$ 15 mil.

Esta matéria tem: (10) comentários

Autor: Felipe monteiro
Não sabe ela que aqui vai ficar pior que cuba. | Denuncie |

Autor: João Batista Martins
Esse filme nos já vimos. O governo Brasileiro vai permiti uso de avião da Venezuela para sequestrar a cubana no Brasil de madrugada em Brasília | Denuncie |

Autor: edson rodrigues
Experimentou o gosto da liberdade e viu que pode lutar pelos seus direitos parabéns ramona lute pela sua liberdade mesmo que a Presidente Dilma e o PT prefiram manda-la de volta para as mãos de seu governo ditatorial onde sera presa e torturada e talvez morta. | Denuncie |

Autor: LUIZ SILVA
Este é o Governo Cubano que o PT tanto valoriza. Médica corajosa. Parabéns Srª Ramona. | Denuncie |

Autor: Adeilsa Sekisugi
Este governo só tem papo. De papo ele é bom. | Denuncie |

Autor: Adriana Santos
Muita cara de pau do governo Brasileiro. Vergonhoso!! | Denuncie |

Autor: Geraldo Oliveira
Enquanto isso a ONU tá preocupada com os "padres-pedófilos", ao invés de impedir que o governo cubano massacre seu povo. | Denuncie |

Autor: francisco lima
Salve, Salve!!!!!! A escravidão está de volta ao Brasil. Isso é uma situação de escravidão colocada pelos CASTROS de CUBANOS. Cadê os DIREITOS HUMANOS? | Denuncie |

Autor: filomena rocha
Peca a cidadania brasileira e receba o que os brasileiros recebem. Esse salario que ela recebe e' uma vergonha! | Denuncie |

Autor: Tarcísio Silva
Isto é um começo de uma diserção, anunciada. Foi um erro do governo brasileiro admitir que um profissional médico, imigrante, iria aceitar, por muito tempo, um trabalho sem uma remuneração dígna para o seu sustento, pois tem que dividi-lo com o governo do seu país de origem, no caso, Cuba. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas