política
  • (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministro diz que cadastramento biométrico impedirá fraudes eleitorais TSE alerta que ainda não dispõe de estrutura para evitar ocorrências como o crime de Pizzolato, que usou documentos do irmão para votar. Corte destaca o papel da biometria contra irregularidades. Sistema deve estar implementado em todo o país em 2018

Diego Abreu

Publicação: 17/02/2014 07:00 Atualização: 17/02/2014 07:32

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello (Carlos Humberto/SCO/STF)
Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello


A inexistência de punições severas no país para o uso de títulos eleitorais por terceiros favorece a prática de crimes como o cometido pelo ex-diretor de Marketing do Brasil Henrique Pizzolato, que, nas eleições de 2008, votou em nome de um irmão que morreu há 36 anos. Foi o próprio condenado no julgamento do mensalão quem providenciou os documentos, passando-se por Celso Pizzolato, para fugir do Brasil em direção à Itália. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, admite que a Justiça Eleitoral ainda não dispõe de mecanismos suficientes para evitar fraudes como a cometida por Pizzolato. Ele alerta, porém, que o cadastro biométrico, com a tecnologia desenvolvida pelo TSE, impedirá, dentro de alguns anos, a prática de crimes de falsa identidade.



De acordo com números do TSE, cerca de 22 milhões de eleitores serão identificados pelas impressões digitais nas eleições de 2014. Após a atual etapa de cadastro biométrico, 15% do eleitorado geral do país terá de usar o equipamento de verificação da identidade no momento do voto, no pleito de outubro. Sergipe e Alagoas são os estados que têm a quase totalidade de eleitores cobertos pela biometria. Ao fim de 2014, a expectativa é de que o mesmo ocorra em relação ao Distrito Federal e ao Amapá — quem não fizer o recadastramento ficará impedido de ir às urnas.

Leia mais notícias em Política

Os dados e as digitais de um universo de 22 milhões de eleitores identificados biometricamente estarão ao alcance da Justiça Eleitoral nas eleições deste ano, o que evitará fraudes com essa parcela de 15% dos eleitores. No entanto, na maioria dos estados, haverá o risco de uma pessoa se passar pela outra. De acordo com o ministro Marco Aurélio, a expectativa é de que o processo de biometria, iniciado em 2008, atinja 100% dos eleitores do país nas eleições 2018. “A solução para evitar crimes como este (do Pizzolato) é prosseguirmos com a biometria”, frisou o ministro.
Identidade

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: Lucas Souza
Sim, e também em quem você votou! Pense nisso! | Denuncie |

Autor: dimas moreira
A biometria com base em digitais já está na berlinda com as (impressões digitais) de silicone. O Brasil daria um passo adiante se adotasse o voto livre. | Denuncie |

Autor: Fábio Heer
A fraude maior não é na hora da votação, que é quase insignificante. É depois, na manipulação dos resultados. Qualquer hacker mediano pode alterar um programa para a contagem de votos. É aí que reside o perigo! | Denuncie |

Autor: José A. S. Neto
A falta de profissionalismo no BRASIL é a--b--s--u--r--d--o ! ! ! Por exemplo; nas discussões deste assunto não se vê nenhum A-D-M-I-N-I-S-T-R-A-D-O-R e nenhum E-N-G-E-N-H-E-I-R-O D-A I-N-F-O-R-M-A-Ç-Ã-O. Só de vê ADVOGADO, JUIZ, PROMOTOR, DESEMBARGADOR, POLÍTICO falarem ! ! ! Chance Z-E-R-O ! ! ! | Denuncie |

Autor: José A. S. Neto
A alegação da """""NECESSIDADE DE PRIVACIDADE""""" não faz justifica, de forma nenhuma, a bagunça. Esta justificativa só tem a ver COM A IGNORÂNCIA, PRINCIPALMENTE DE JURISTAS E POLÍTICOS ! ! ! Mesmo porque, como está, só facilita A FALTA DE PRIVACIDADE ! ! ! | Denuncie |

Autor: José A. S. Neto
N.identidade, n.CPF, n. Cert. Nsc., n.CNH, n.Cert.Resev., n.Pront.Méd., n.T.Elei., n.Passap., n.CC, etc. CADA UM COM SEUS CADASTROS ! ! ! QUANTO ISTO TUDO CUSTA AO PAÍS ? ? ? ALÉM DE NÃO FUNCIONAR ? ? ? MUITO PELO CONTRÁRIO ! ! ! | Denuncie |

Autor: José A. S. Neto
A identificação dos cidadãos TEM que ser feito já no NASCIMENTO. Cada cidadão TEM que ter apenas uma IDENTIFICAÇÃO, ou por acaso é mais de uma pessoa ? Este número único seria, inclusive, o de sua conta bancária ! Porque não ? ? ? Ah ! Muitos fale em privacidade - ISTO É FALTA DE CONHECIMENTO ? ? ?.. | Denuncie |

Autor: José Araújo
Inocente este Juiz né? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas