política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gilberto Gil recolhe 100 mil assinaturas pelo Marco Civil da Internet Meta é levar 200 mil assinaturas ao Congresso, para pedir a votação integral do texto

Publicação: 10/03/2014 16:08 Atualização: 10/03/2014 16:33

Ex-ministro pede assinaturas em petição na página da Avaaz (Reprodução/Avaaz)
Ex-ministro pede assinaturas em petição na página da Avaaz

A votação do Marco Civil da Internet acaba de ficar um pouco mais polêmica. Uma petição apoiada e assinada pelo músico e ex-ministro Gilberto Gil, que pede a votação integral do texto, alcançou 100 mil assinaturas por volta das 16h desta segunda-feira (10/3). A meta é alcançar 200 mil nomes.

Através da Avaaz, uma comunidade online para campanhas globais, Gilberto pretende levar todas as assinaturas aos parlamentares. "A votação será apertada, mas uma grande mobilização pública pode convencer os deputados de que suas reeleições dependem desse voto!", diz o texto que consta na página da petição, assinado por Gil, que pode ser acessada aqui.

O texto da petição, na íntegra:

"Exigimos que o Marco Civil da Internet no Brasil seja votado de forma integral, preservando os conceitos de neutralidade da rede, liberdade de expressão e a privacidade do usuário de internet brasileiro. Nós exigimos que V. Exas se mantenham firme contra o lobby das empresas de telecomunicações e garantam que nenhum usuário perca seus direitos por causa do lucro de empresas privadas. A internet é livre e precisa continuar dessa forma."

Marco Civil
A neutralidade da rede é um dos principais motivos de divergência provocado pelo texto. Esse princípio estabelece que os provedores não podem restringir acesso a conteúdos de forma a privilegiar alguns acessos em detrimento de outros.

Outro ponto polêmico é a obrigatoriedade das empresas provedoras de conexão manterem centrais de dados no país, para garantir a segurança dos dados dos usuários brasileiros.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Geferson Alves
Os brasileiros desatentos assinaram sem ler e sem saber que estão pedindo que o marco civil da internet seja votado integralmente. Da forma enganosa como foi colocada muitos caíram no "conto". Esse site é reduto petista. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas