política
  • (11) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma defende política econômica e diz que inflação está sob controle Segundo a presidente, a dívida líquida do setor público em relação ao PIB tem decrescido sistematicamente

Agência Brasil

Publicação: 03/04/2014 13:00 Atualização: 03/04/2014 13:22

'Somos um dos países em desenvolvimento que tem maior número de reservas, chegamos a US$ 377 bilhões', defende Dilma  (Agência Brasil/Divulgação )
"Somos um dos países em desenvolvimento que tem maior número de reservas, chegamos a US$ 377 bilhões", defende Dilma


A presidente Dilma Rousseff defendeu, nesta quinta-feira (3/4), a política econômica e disse que o governo tem conseguido manter a inflação dentro da meta nos últimos 12 anos. Nessa quarta-feira (2/4), o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa básica de juros – a selic - para 11% ao ano, em uma tentativa de conter o avanço inflacionário.

“A inflação vem sendo mantida nos últimos 11 [anos], agora 12 anos, dentro dos limites fixados pelo Conselho Monetário Nacional e assim ocorrerá também em 2014. A dívida líquida do setor público em relação ao PIB [Produto Interno Bruto, a soma dos bens e serviços do país], que mede a capacidade do país de pagar suas dividas internas e de ser viável, tem decrescido sistematicamente. Em 2002, chegava a 62%, hoje chegamos a 33,7%. Nossa política fiscal está mantida, olhando justamente essa tendência de queda de divida sobre o PIB”, disse a presidente em discurso durante 1º Fórum Nacional das Confederações das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (Cacb).

Leia mais notícias em Política

Dilma também argumentou que o Brasil, apesar das inconstâncias do mercado financeiro internacional, conseguiu acumular reservas nos últimos anos. “Temos um conjunto de reservas que nos preserva em relação à extrema volatilidade. Somos um dos países em desenvolvimento que tem maior número de reservas, chegamos a US$ 377 bilhões”, apontou.

Em discurso direcionado à associações comerciais, micro e pequenos empresários, Dilma defendeu enfaticamente a desburocratização e a simplificação de processos para quem quer investir em pequenos negócios. “Sabemos que a burocracia mata a inventividade, a criatividade, a liberdade de iniciativa e dificulta o empreendedorismo”, frisou. “A desburocratização da relação do Estado com as micro e pequenas empresas torna-se algo central. O governo está totalmente comprometido com o processo de desburocratização”, acrescentou.

Entre as medidas de desburocratização para o setor, Dilma disse que o governo trabalha para diminuir para cinco dias o tempo para a abertura ou o fechamento de uma empresa. A presidente listou, também, a universalização do Simples Nacional, a ampliação das linhas de crédito para micro e pequenos empresários e a criação de um programa de capacitação nos moldes do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) como metas do governo para beneficiar o setor.

Segundo Dilma, as micro e pequenas empresas são prioridade para o governo porque o setor é um dos “mais dinâmicos e includentes” da economia brasileira. “É um setor que cresce contra tudo e contra todos. Tem que ser privilegiado porque é uma verdadeira estratégia de desenvolvimento produtivo do nosso país”, avaliou.

Esta matéria tem: (11) comentários

Autor: ronan costa
Primeiro de Abril!!!! Pegadinha da Malandra!!!! ------------------------------ O oxigênio do PT é a mentira!!! FORA PT!!!! | Denuncie |

Autor: silvano moreira rocha
preparem que a merda vem ai | Denuncie |

Autor: Wilbert Neto
Quem dita se a Economia está bem ou mal é o mercado.Toda vez que ela cai nas pesquisas as bolsas disparam e o dolar cai.Será que ela não percebeu que para o país atrair mais investidores ela precisaria mudar totalmente a Equipe Econômica!!! sem noção do que acontece no país. | Denuncie |

Autor: Troas Augusto Domingues de Oliveira
Blá, blá ,blá e mais blá, blá, blá!!!!!!!!! | Denuncie |

Autor: MARCELO MASCARENHAS
Concordo com a presidente, a inflação está sob um controle desconhecido. | Denuncie |

Autor: João Souza
Dilma que me perdoe, mas inflação está corroendo o nosso poder de compra. Empobrecemos muito nos últimos três anos e meio. As verduras, legumes, frutas e combustíveis elevaram os preços de tudo. Estamos, de novo, com o pires na mão. Vamos reerguer o Brasil através do estado de bem-estar social. | Denuncie |

Autor: Leonardo Victor
Sob o controle? Remédio, combustível. energia, alimentação em geral! Esse Dilma foi ao mercado ? | Denuncie |

Autor: EIRALDO PIMENTA
Essa mulher tá falando do Brasil? Ela pirou de vez ou pensa mesmo que somos idiotas para acreditar nisso... | Denuncie |

Autor: Fabio Costa
Alguém avisa pra ela que 1 de Abril foi terça passada. | Denuncie |

Autor: Ernani oliveira
SÓ SE FOR NO SUPERMERCADO, FARMÁCIA OU FEIRA QUE ELA FREQUENTA!!! FORA!!!!! | Denuncie |

Autor: Flavio Araujo
Pra ela, a inflação está sobre controle! Pra ela, está tudo bem e pra nós?! Está tudo bem?! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas