política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Oposição tenta garantir hoje no STF a criação da CPI da Petrobras Já a base aliada tentará fazer valer a maioria na CCJ do Senado

Paulo de Tarso Lyra - Correio Braziliense

João Valadares

Publicação: 08/04/2014 07:47 Atualização: 08/04/2014 08:16

Em mais um dia de batalhas jurídicas e regimentais para saber qual CPI será instalada no Congresso, a oposição vai ao Supremo Tribunal Federal na tentativa de garantir o direito das minorias para instalar uma investigação exclusiva da Petrobras. Já a base aliada tentará fazer valer a maioria na Comissão de Constituição e Justiça do Senado para prevalecer a tese da comissão mais ampla, incluindo o metrô de São Paulo, a refinaria Abreu e Lima e o Porto de Suape, ambos em Pernambuco. O processo na CCJ será relatado pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR).

Jucá apresentará o relatório sobre a validade da CPI na CCJ: o governo manobra para adiar a discussão (Marcos Oliveira/Agência Senado)
Jucá apresentará o relatório sobre a validade da CPI na CCJ: o governo manobra para adiar a discussão

Os oposicionistas pediram uma audiência no fim da manhã de hoje com o presidente do STF, Joaquim Barbosa. Durante entrevista concedida em Porto Alegre, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador Aécio Neves (MG), defendeu a mobilização. “Vamos pedir que se cumpra a Constituição, que se garanta o direito das minorias de investigar”, destacou ele.

Leia mais notícias em Política

Cronologia
Governo e oposição travam duelo de requerimentos há uma semana

19 de março
Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo revela que a presidente Dilma Rousseff aprovou a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006, quando ainda chefiava a Casa Civil. Mas afirmou que se baseou em um relatório incompleto feito pelo diretor Nestor Cerveró

26 de março
A oposição consegue as 29 assinaturas para a instalação da CPI da Petrobras

1º de abril
Base governista questiona o fato determinado da CPI da Petrobras e apresenta requerimento para uma investigação mais ampla, incluindo o metrô de São Paulo, a refinaria de Abreu e Lima e o Porto de Suape

2 de abril
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), remete à Comissão de Constituição e Justiça do Senado a decisão sobre qual CPI prevalecerá. Mas indica que será a do governo

3 de abril
Tanto oposição quanto governistas apresentam requerimentos para uma CPI Mista da Petrobras, nos mesmos moldes da do Senado. Uma mais restrita e outra mais ampla

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas