política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Empresa investigada na Operação Lava-Jato recebeu R$ 41,3 mi da União Maior repasse ocorreu em 2010, ano de eleição presidencial

João Valadares

Publicação: 09/04/2014 06:00 Atualização:

Investigada pela Polícia Federal como suspeita de ser uma das financiadoras do esquema montado pelo doleiro Alberto Youssef, preso na operação Lava-Jato, a empresa Jaraguá Equipamentos Industriais Ltda., com matriz em Sorocaba (SP) e quatro filiais pelo país, recebeu R$ 41,3 milhões do governo federal nos últimos seis anos. Mais da metade dos recursos, aproximadamente R$ 23,2 milhões, foram repassados diretamente pela União apenas em 2010, ano de eleição presidencial.

Durante a campanha daquele ano, a empresa doou R$ 3 milhões ao diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT). Em 2011, repassou R$ 1 milhão ao partido e, no ano seguinte, mais R$ 1 milhão. O contrato firmado com o governo federal é referente à reconstrução da plataforma de lançamento do Veículo Lançador de Satélites (VLS), em Alcântara, no Maranhão. Em 2009, a empresa em questão, líder do consórcio vencedor da licitação, recebeu R$ 5,2 milhões dos cofres públicos; em 2011, R$ 5,9 milhões; em 2012, R$ 1,1 milhão; em 2013, R$ 1,2 milhão e, neste ano, já ganhou R$ 4,4 milhões. Os R$ 41,3 milhões não incluem repasses feitos por estatais, estados ou municípios.

Leia mais notícias em Política

Os pagamentos foram emitidos pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia. Na noite de ontem, por meio da assessoria de imprensa, a Finep confirmou os valores pagos à empresa e ressaltou que o contrato seguiu todos os trâmites legais de uma licitação pública. Ressaltou também que não há ligação alguma com as denúncias de corrupção na Petrobras. Hoje, a Finep prometeu publicar uma nota sobre o assunto.

A Jaraguá Equipamentos foi contratada pela Petrobras para a obra da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. O jornal Folha de S.Paulo revelou que a empresa é uma das nove fornecedoras da estatal e depositou R$ 34,7 milhões na conta da MO Consultoria.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas