política
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Benefício básico do Bolsa Família tem ajuste de 10% e sobe para R$ 77 A correção também vale para os benefícios variáveis do programa, pagos a famílias que tenham crianças ou adolescentes até 15 anos, gestantes ou bebês de até 6 meses

Agência Brasil

Publicação: 02/05/2014 11:29 Atualização: 02/05/2014 11:36

O valor do benefício básico do Bolsa Família foi reajustado em 10%, passando de R$ 70 para R$ 77 mensais. O reajuste, anunciado na última quarta-feira (30/4) pela presidente Dilma Rousseff em pronunciamento em rede nacional, foi oficializado nesta sexta-feira (2/5) em decreto publicado no Diário Oficial da União.

A correção também vale para os benefícios variáveis do programa, pagos a famílias que tenham crianças ou adolescentes até 15 anos, gestantes ou bebês de até 6 meses. Nesses casos, o valor subiu de R$ 32 para R$ 35. Esses benefícios variáveis são limitados a cinco por família, atingido o valor máximo de R$ 175, e todos os integrantes devem ser registrados no Cadastro Único do governo federal.

Leia mais notícias em Política

Para o benefício variável vinculado a famílias que tenham adolescentes entre 16 e 17 anos, o valor passou de R$ 38 para R$ 42, até o limite de dois por família.

A mudança entra em vigor hoje, com efeitos financeiros a partir de 1° de junho. De acordo com o governo, no início deste ano, o valor médio do pagamento aos beneficiários do Bolsa Família era R$ 150,60.

O Decreto 8.232/2014 também altera os valores que definem a situação de pobreza e extrema pobreza para entrada no rol de beneficiários do Bolsa Família. Antes, o programa atendia famílias com renda per capita de até R$ 140 mensais. O teto agora, foi alterado para R$ 154.

Para o cálculo de famílias em situação de extrema pobreza, antes o governo considerava renda per capita mensal até R$ 70 e agora vai incluir famílias que tenham renda mensal por pessoa até R$ 77. As famílias nessa situação têm direito a uma complementação, mesmo após o recebimento dos outros benefícios, para chegar a renda mensal per capita de R$ 77,01 e ultrapassar o limite da extrema pobreza.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Paulo Costa
O aumento do "bolsa-família" já era previsível visto q os índices de aprovação só estão caindo (com a graça de Deus o povo esclarecido está acordando do pesadelo!); e é bom alertar q o "malfeito e atos de corrupção" não são cometidos por qualquer um e somente pelos do Partido das Trevas/aliados. | Denuncie |

Autor: EIRALDO PIMENTA
No dia do trabalhador essa incompetente Dilma, em um ato escancaradamente eleitoreiro, aumenta a renda de quem não trabalha. E para os trabalhadores de verdade? Como ficamos? Disgrama... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas