política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bancada do PTB na Câmara decide apoiar reeleição de Dilma Rousseff Postura da bancada contraria a decisão da Convenção Nacional, que aprovou a aliança com o PSDB e o apoio à candidatura do senador Aécio Neves

Agência Brasil

Publicação: 02/07/2014 20:03 Atualização:

A bancada do PTB na Câmara decidiu nesta quarta-feira (2/7) declarar apoio à candidatura à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. A postura da bancada, decidida em reunião, contraria a decisão da Convenção Nacional, que aprovou a aliança com o PSDB e o apoio à candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência da República. O senador Armando Monteiro (PTB-PE), que já declarou seu apoio à presidenta Dilma, participou da reunião dos deputados.

Segundo o líder do PTB na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO), dos 21 deputados da bancada, 20 declararam apoio à reeleição de Dilma. “Apoiamos politicamente Dilma Rousseff na eleição passada, embora a Convenção do PTB tenha aprovado o apoio à candidatura do tucano José Serra. Durante todo o governo da presidenta demos os votos da bancada e agora vamos apoiá-la”, disse o líder petebista.

Leia mais notícias em Política

Arantes contou que em maio, durante um almoço, a direção de seu partido declarou apoio à reeleição da presidenta e depois mudou de postura. “Para nossa surpresa, cinco dias antes da convenção, o presidente do PTB, Benito Gama, me ligou para dizer que iam apoiar o Aécio [Neves]. Vamos fazer o apoio branco [à Dilma], a direção nacional vai dar o tempo de televisão ao Aécio [Neves] e a bancada vai trabalhar para eleger Dilma [Rousseff]”, disse o líder petebista.

Arantes disse que a bancada respeita a decisão da convenção nacional e não vai questionar o posicionamento adotado pela direção partidária. Segundo ele, os deputados terão liberdade para apoiar a presidenta Dilma Rousseff nos respectivos estados, “o que já havia sido decidido anteriormente”.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Tarcísio Silva
Puro exemplo de fisiologismo. É o que também ocorre com o famoso PMDB e outros partidos, nanicos, que não sobrevivem sem as tetas do governo do PT. Precisamos de uma reforma política, urgente, para acabar com essa patifaria. Muda Brasil, enquanto é tempo! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas