política
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Parlamentares aumentam verbas de gabinete e gastam R$ 59,2 mi em 18 meses Em ano eleitoral, deputados aumentam gastos da cota de gabinete com peças de divulgação de atividades parlamentares. Nos últimos 18 meses, foram usados R$ 59,2 milhões

Naira Trindade

Publicação: 21/07/2014 08:15 Atualização:

O discurso no plenário da Câmara dos Deputados rapidamente se transforma em uma encorpada matéria com direito a fotografia em um informativo que leva o nome do parlamentar. Encartes que divulgam a atividade legislativa são distribuídos em gabinetes e nos estados de forma a mostrar a participação no Congresso. Nas redes sociais, seguidores são respondidos prontamente em nome dos políticos. Para bancar essa propagação, foram gastos R$ 59,2 milhões nos últimos 18 meses.

Leia mais notícias em Política


Apresentar ao eleitor o trabalho desenvolvido no Congresso se transformou em um hábito para os parlamentares. De olho em mostrar a representatividade na Casa é que a maioria deles aumentou o gasto médio mensal com a divulgação em 2014 em relação a 2013. Levantamento do Correio com base no Portal da Transparência da Câmara revela que os 10 congressistas que mais gastaram com a verba são candidatos à reeleição ou concorrem a uma vaga ao governo nos estados. Deles, seis intensificaram o gasto médio mensal da verba pública em 2014 na comparação com o valor declarado no ano passado.

Líder em gastos, o deputado federal César Halum (PRB-TO) pagou R$ 311 mil em 2013 para levar ao conhecimento do eleitorado a participação dele no Congresso. Pelo menos 11 empresas repartiram a bolada nos 12 meses do ano. De janeiro a junho deste ano, foram mais R$ 155 mil, somando R$ 466 mil nos 18 meses. Sócio de uma das agências de publicidade que prestam serviço ao parlamentar, Danilo Ferreira fez informativos, monitorou o site oficial, interagiu com os eleitores pelas redes sociais do deputado que tenta, pela primeira vez, se reeleger à cadeira na Câmara. Por meio da assessoria de imprensa, o parlamentar esclareceu que os gastos se limitam a divulgar o trabalho dele.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.
Tags:

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: henrique gomes
E em nome da democracia nos obrigam no domingo irmos votar numas peças dessas! Temos a responsabilidade de mudar este quadro urgentemente. | Denuncie |

Autor: jorge almada
Vejam a festa que fazem com o dinheiro público, gastos desnecessários e anti-ecológico. Temos que modificar a constituição para reduzir o número de Deps. e Senadoress, e esses gastos desnecessários. Dinheiro que poderia ser aplicado na Saúde, Educação e etc. | Denuncie |

Autor: Robson Serra
SE "VERGONHA" FOSSE REMÉDIO, E ELES FOSSEM OBRIGADOS A TOMAR ANTES DOS PLEITOS ELEITORAIS, APOSTO QUE ELES TOMARIAM....MAS COM CERTEZA O REMÉDIO NÃO FARIA EFEITO.... | Denuncie |

Autor: wilton veloso
Que vergonha! Quanto dinheiro publico jogado fora, indo pelo ralo. | Denuncie |

Autor: Arthur Colombo
Tinha era que cortar TODO dinheiro de campanhas políticas. Não é financiar publicamente, é zerar o gasto, multar severamente quem der "jeitinho". É proibir qualquer tipo de propaganda, multar 10.000% do valor gasto separadamente para todos os envolvidos e barrar a candidatura de quem fez o pedido. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas