política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eduardo Campos visita o Espírito Santo e promete reforma tributária Ele lembrou que deixou o governo de Pernambuco com um dos maiores índices de aprovação do país, e que se reelegeu também com recorde de votos

Agência Brasil

Publicação: 29/07/2014 21:24 Atualização:

O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, fez campanha hoje (29) no estado do Espírito Santo, onde visitou a capital, Vitória, e o município de Serra. O ex-governador de Pernambuco apresentou propostas de campanha na capital capixaba e visitou um dos cidadãos que devem ceder sua casa para funcionar como Casa de Eduardo e Marina, ponto de apoio e divulgação da campanha.

Durante entrevista coletiva em Vitória, Eduardo Campos disse que o Espírito Santo foi “abandonado” pelos governos anteriores, e ele pretende transformar o estado em um polo logístico. Segundo o candidato, o primeiro passo para o desenvolvimento regional será tocar a reforma tributária.

“Já no primeiro momento do governo vamos fazer uma reforma tributária para que o país tenha uma política de desenvolvimento regional que possa incentivar os estados que precisam crescer mais do que outros, porque acumulam deficiências, para que tenham oportunidades. Eu conheço essa matéria, eu estudei isso, eu venho de um estado pobre, que sabe o quanto é difícil ficar abandonado, sem atenção do governo central. Então, a nossa reforma vai dar condições de termos política de desenvolvimento regional”, disse.

Ele lembrou que deixou o governo de Pernambuco com um dos maiores índices de aprovação do país, e que se reelegeu também com recorde de votos. Segundo Campos, isso se deve às reformas estruturantes que promoveu no estado. “Eu fiz uma gestão profissionalizada, que realizou, fez obras que há anos se reivindicava. E eu vou trazer [esse esforço] para a vida pública brasileira”, disse.

O candidato criticou ainda o que chama de “velha política”, e disse que é preciso “coragem” para romper com o padrão de governo atual. Para Campos, é preciso “acabar o tempo em que o país está sendo distribuído para partidos políticos, entregue à incompetência e aos costumes que nós queremos ver banidos da vida pública brasileira. Para isso, é preciso ter coragem de mudar o Brasil, é preciso dizer que desse jeito em que o Brasil é dividido em pedaços e entregue à velha política não dá mais”.

Leia mais notícias em Política

Amanhã, Eduardo Campos participará de debate com seus dois principais adversários, a presidenta Dilma Rousseff e o tucano Aécio Neves, na Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Ele deverá responder questionamentos dos empresários sobre políticas para o setor e conceder coletiva à imprensa em seguida.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas