política
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

MP investiga irregularidade em construção de templo da Universal Com inauguração marcada para amanhã em São Paulo, Ministério Público irá apurar supostos problemas na emissão de alvarás

Ana Pompeu

Publicação: 30/07/2014 17:55 Atualização: 30/07/2014 18:28


Projeto foi inspirado no verdadeiro Templo de Salomão, que ficava em Jerusalém (Antonio Miotto/Fotoarena/Folhapress)
Projeto foi inspirado no verdadeiro Templo de Salomão, que ficava em Jerusalém


Um dia antes da inauguração do suntuoso Templo de Salomão, o Ministério Público de São Paulo informou que vai retomar as investigações sobre supostas irregularidades na emissão de alvará para a construção da obra localizada no bairro do Brás, em São Paulo. De acordo com a nota da assessoria de imprensa do MP-SP, não há, até o momento, documentos suficientes nos autos para provocar o pedido de medidas cautelares contra a edificação da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd). No entanto, a nota considera como um indicativo de fraude o fato de a construção ter sido levada adiante apenas com alvarás de reforma. “Pode ser indicativo de fraude, descontrole da administração ou defeito grave de legislação”, destaca trecho do documento.

A investigação teve início em 2010, mas foi arquivada em agosto de 2011 com base em informações prestadas pela Prefeitura de São Paulo, que atestou situação regular da obra. Em junho deste ano, uma nova denúncia chegou ao MP. A Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo da Capital instaurou inquérito civil para apurar eventual irregularidade de todos os alvarás relativos ao Templo de Salomão, obra compreendida entre a Avenida Celso Garcia e as ruas Behring, João Bomer e Julio Cesar da Silva, na zona leste da capital. O inquérito também analisa as contrapartidas exigidas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) em relação ao tráfego na região e as formas de mitigação do impacto gerado pelo funcionamento do templo.

Procurados pelo Correio, nem a Prefeitura de São Paulo nem a Iurd responderam aos questionamentos relativos a irregularidades.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: celia pessoa
Ele não fez o mesmo no eixinho aqui de Brasília, e o unico lugar ao longo do eixo que tem saida exclusiva. Quem liberou? Onde estava o MP? Vai ver todos pertecem ao conglomerado do Sr. Edir. | Denuncie |

Autor: jose manoel mendes
Esta igreja tem mais dinheiro que o Brasil todo. Pode comprar os alvarás, venha a Brasilia e está resolvido. | Denuncie |

Autor: Lurdiana Araujo
O prédio ficou bonito. Mas humanitariamente falando, a metade desta grana gasta aí, daria para construir um prédio mais modesto que alcançaria o mesmo propósito e construir umas 1000 casas populares para muitos fieis que com certeza não têm casa. Mas quem quer saber se fiel tem ou não casa? | Denuncie |

Autor: Carla Carla
Aqui em Brasília isso é tão comum...... | Denuncie |

Autor: alvailton santos
Intolerância Religiosa. Cade os alvará da esplanada dos ministérios e dos prédios da praças do três poderes. Não tem imagine o resto. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas