publicidade

Foto do Correio no Rio viraliza e expõe um país e uma web divididos

Registro do repórter João Valadares, que mostra diretor de Finanças do Flamengo indo ao protesto com a mulher, filhos e a babá, "quebrou" a internet e rendeu combustível para memes dos dois lados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/03/2016 15:28 / atualizado em 14/03/2016 15:28

 

Passava pouco das 13h do último domingo (13/03) quando o repórter do Correio Braziliense João Valadares clicou em Ipanema o diretor de Finanças do Flamengo, Claudio Pracownik, a caminho do protesto acompanhado da mulher e dos filhos. Com a família, estava também uma babá, negra, que empurrava o carrinho com as crianças.

 

Em questão de instantes, a imagem viralizou. Apenas no Facebook do próprio Correio, foram mais de 12,6 mil curtidas. A sequência de fotos foi visualizada 788 mil vezes, somando os dois posts sobre o tema. No Twitter do jornal, duas postagens da foto renderam 11.900 visualizações, transformando-se num sucesso instantâneo.

 


 

Ao longo de toda a tarde do domingo de protestos, a imagem foi utilizada tanto pelos manifestantes anti-governo quanto por simpatizantes do PT para gerar memes, mostrando uma internet tão dividida quanto o país.

 

Depois que a foto viralizou, Pracownik usou uma rede social para se defender. Disse que a babá só trabalha aos fins de semana e que tem a carteira assinada. "Na manifestação, ela está usando sua roupa de trabalho e com dignidade ganhando seu dinheiro. Ela é, no entanto, livre para pedir demissão se achar que prefere outra ocupação ou empregador", comentou.


O desabafo do executivo foi mais combustível para a guerra virtual travada entre os dois lados em mensagens de WhatsApp e redes sociais. O Flamengo detém um dos patrocínios mais caros de um órgão do governo federal, a Caixa Econômica. O banco estatal paga R$ 30 milhões ao ano para estampar a logomarca no uniforme do rubro-negro.


Leia mais em Política

 

Reprodução

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Horst
Horst - 15de Março às 17:05
É este Brasil da foto que quer ver a petista Dilma ROusseff fora da presidência do país.
 
LUIZ
LUIZ - 15de Março às 13:30
Trata-se de uma técnica chamada em Psicologia de distraidor. Sempre que está contra a parede, o PT tenta levar o público e a militância a discutir um detalhe sem importância. O fato mais importante da semana não foi a babá, mas sim o sucesso das passeatas. No ano passado o PT levou os trouxas a discutir o uso da camisa amarela da seleção brasileira nos protestos, em vez do real motivo das passeatas, que era a corrupção no governo.
 
Gabriel
Gabriel - 17de Março às 14:04
Usar camiseta da CBF numa passeata contra a corrupção não seria hipocrisia querido?
 
Sonia
Sonia - 14de Março às 21:37
Podem me dizer quantos ministros negros estão ou foram ministros desde a época de FHC? Podem me dizer quantos reitores negros existem no Brasil? Podem me dizer quantos juízes negros? Podem me dizer quantos diretores de sindicato são negros? Podem me dizer quantos dirigentes do MST são negros? Então por que infernizar a vida de uma pessoa por uma desigualdade racial e social que se repete em todas as instâncias há anos como se a situação por si só fosse um crime? No máximo é o retrato triste de uma realidade.
 
waldemar
waldemar - 14de Março às 18:01
E comentaram que a empresa dele está envolvida
 
tiagonic
tiagonic - 14de Março às 17:36
A Caixa deveria retirar o patrocínio do Flamengo. Questão de moral e valorização da marca!

publicidade