SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Moreira Franco se recusa a comentar denúncia de recebimento de propina

Hoje, em Tóquio, no primeiro dia de agenda oficial no Japão, Moreira Franco discursou a uma plateia de empresários japoneses e mencionou a estabilização econômica no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/10/2016 06:59

Agência Estado

 AFP / ANDRESSA ANHOLETE


O secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, se recusou a comentar nesta terça-feira as denúncias de que recebeu R$ 3 milhões em propina para cancelar uma obra. A delação foi feita pelo executivo Claudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, que em depoimento disse à Procuradoria-Geral da República (PGR) ter pago o valor em 2014, quando o ministro era secretário de Aviação Civil no governo de Dilma Rousseff.

A informação foi veiculada no final de semana em reportagem da revista Veja. O montante teria sido pago pela Odebrecht em troca do cancelamento do projeto de construção de um terceiro aeroporto em São Paulo, na cidade de Caieiras, na Grande São Paulo. A obra seria construída por empreiteiras concorrentes, a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez, e prejudicaria os interesses da Odebrecht, concessionária do Aeroporto do Galeão, no Rio, que enfrentaria a concorrência da nova infraestrutura.

Hoje, em Tóquio, no primeiro dia de agenda oficial no Japão, Moreira Franco discursou a uma plateia de empresários japoneses e mencionou a estabilização econômica no Brasil, elogiando o plano Ponte para o Futuro, que norteia a política do governo de Michel Temer. Em seu discurso, não fez menções à Operação Lava Jato, muito menos às denúncias que o envolvem.

Leia mais notícias em Política

Questionado pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre a delação de Melo Filho, Moreira Franco reagiu irritado, interrompeu a pergunta e se recusou a responder. "Eu já falei sobre isso. Por nota, mas já é suficiente. O que eu tinha a dizer está na nota", afirmou, reiterando várias vezes: "O que eu tenho a dizer está na nota. Entre no site. O que eu tinha a dizer está curto e grosso na nota."

Indagado sobre se tem a intenção de colocar o cargo à disposição do presidente Michel Temer, Moreira Franco repetiu: "O que eu tinha a dizer está na nota. Olhe a nota, vá ao site e veja".

Tão logo a denúncia veio a público, Moreira Franco divulgou uma nota oficial classificando a suposta propina de "mentira afrontosa", disse que o cancelamento aconteceu por razões técnicas e que nunca discutiu questões financeiras com Claudio Melo Filho. "Considero a denúncia uma indignidade e, sem provas, uma covardia", alegou.

Moreira Franco faz parte da comitiva presidencial que chegou a Tóquio na madrugada desta terça-feira e tem encontros com o imperador do Japão, Akihito, e o primeiro-ministro, Shinzo Abe, além de líderes empresariais. Desde que chegou, Temer ainda não falou com jornalistas. O presidente não tem agenda oficial hoje.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marcos
Marcos - 19 de Outubro às 12:13
situação é engraçada....quando era a DIlma se tratava de um jeito...agora querem os benefícios do silêncio...hehe
 
carlos
carlos - 18 de Outubro às 15:26
NO RIO GOVERNOU COMO UM MERDA!
 
carlos
carlos - 18 de Outubro às 15:26
ESSE CIDADÃO, SE É QUE PODE ASSIM CHAMÁ-LO, SE MERECE, DEPOIS QUE ENTROU NA POLITICA NUNCA MASI TRABALHOU, SÓ VIVENDO ÀS CUSTAS DELA!
 
carlos
carlos - 18 de Outubro às 15:24
VEJO ESSES CARAS FALANDO BESTEIRAS E NÃO CONHECEM POLITICA O SUFICIENTE PARA SABER QUE O FERRO SÓ TÁ ENTRANDO NOS TRABALHADORES E AINDA QUEREM DEFENDER ESSE GOLPE! VÃO AUMENTAR ATÉ O DESCONTO DO INSS PARA 14% E AINDA FICAM AÍ LEMBRANDO DA DILMA, DEIXA A MULHER, ESQUECEM ELA E LEMBREM-SE QUE O CANO VAI ENTRAR EM TODOS, MENOS NELES, OS DEPUTADOS, SENADORES E EXECUTIVOS DO GOVERNO QUE CONTIMUAM COM REGALIAS E CORRUPÇÃO!
 
Aloisio
Aloisio - 18 de Outubro às 15:09
Parece que o golpe que acusa o governo anterior de desonesto trocou 6 por meia duzia.Como tem picareta neste governo. Se gritar pega corrupto não escapa nenhum meu irmão.
 
Maria
Maria - 18 de Outubro às 12:14
Como continuidade do Governo Dilma, Temer está seguindo à risca o script: Ter vários ministros acusados de corrupção!
 
andre
andre - 18 de Outubro às 10:17
so sei que pimenta nos olhos dos outros doi e doi muito, gostaria d saber que faz oarte desse governo não esta envolvido em alguma merda.
 
Adeilsa
Adeilsa - 18 de Outubro às 10:15
Pena de morte para os corruptos!
 
Joeudes
Joeudes - 18 de Outubro às 08:25
O que ele quer dizer está nas milhares de notas de dólares e euros que o Moreirão recebeu da Norberto Odebrecht, este é um típico integrante do desgoverno Temer. Já passou no teste da corrupção, portanto apto a ser ministro

publicidade