SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Defesa de Cunha faz pedido de habeas corpus e diz que Moro "afronta" STF

O ex-deputado está preso em Curitiba desde a quarta-feira, (19/10), por ordem do juiz Sérgio Moro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/10/2016 11:27 / atualizado em 24/10/2016 12:38

Hellen Leite

 AFP PHOTO / Heuler Andrey


Os advogados do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) protocolaram nesta segunda-feira (24/10), um pedido de liberdade ao Supremo Tribunal Federal (STF). A ação foi apresentada em segredo de justiça e foi encaminhada ao ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no STF.

No pedido de habeas corpus, a defesa argumenta que ao analisar um pedido de afastamento de Cunha de seu mandato, em maio deste ano, o Supremo descartou sua prisão, que também havia sido solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Assim, Moro teria "afrontado" uma decisão do STF, ao determinar a prisão preventiva do ex-deputado.

Leia mais notícias em Política

O peemedebista foi preso na quarta-feira (19/10), pela Polícia Federal e está detido em Curitiba. Cunha é acusado na Lava Jato de receber propinas por contrato da Petrobras na África e em construção de plataformas, via Diretoria Internacional da estatal, que faria parte da cota do PMDB no esquema de ocupação política dos cargos na empresa. Ele responde ainda por lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio em contas secretas na Suíça e tentativa de obstrução às investigações.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Fábio
Fábio - 25 de Outubro às 09:35
Vontade de quebrar os dentes desse cidadão.
 
Fábio
Fábio - 25 de Outubro às 09:10
Esse vagabundo devia perder todos os bens, ficar na miséria. Eu gostaria de ter apenas 10 minutos com ele de porrada pra ver se ele ia ser macho. Ele não tem medo dessa justiça bunda mole brasileira, única coisa que esse tipo de lixo tem medo é do próprio sangue sendo derramado.
 
José
José - 24 de Outubro às 16:47
UMA COISA E UMA COISA OUTRA COISA É OUTRA COISA. ACHO QUE ESSES ADVOGADOS DO CUNHA ESTÃO QUERENDO ARRANJAR INIMIZADE ENTRE OS PODERES, COM ESSA CONVERSA DE "AFRONTA".

publicidade