SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Janot defende a redução do foro privilegiado

Mudança no benefício e no sistema de recursos faria Justiça ser mais rápida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/11/2016 12:40

Eduardo Militão

 Jose Cruz/Ag?ncia Brasil

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, defendeu, na manhã desta sexta-feira (11/11), a redução do foro privilegiado. Ele disse que a medida, junto com a alteração no sistema de recursos, faria a Justiça ser mais rápida. “O foro tem que ser reduzido”, disse a jornalistas em café da manhã em Brasília.

Leia mais notícias em Política


Para Janot, a quantidade de pessoas que tem direito ao foro – 22 mil autoridades – precisa ser revista. O procurador não se disse seguro quanto à extinção complete do privilégio. Ele citou preocupação se, por exemplo, o presidente da República respondesse a inquéritos “do Ceará ao Rio Grande do Sul”.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
david
david - 11 de Novembro às 17:13
Redução? É brincadeira procurador! não deveria nem existir.
 
david
david - 11 de Novembro às 17:05
Redução do foro privilegiado? É brincadeira procurador! acaba com essa porca vergonha.

publicidade