Ministro da Cultura, Marcelo Calero, pede demissão do cargo

O Palácio do Planalto ainda não se manifestou oficialmente a respeito da demissão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/11/2016 19:33 / atualizado em 18/11/2016 20:24

	Minervino Junior/CB/D.A Press

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, pediu demissão nesta sexta-feira (18/11), seis meses após assumir o cargo. O ministro enviou carta ao Palácio do Planalto e telefonou para o presidente da República nesta tarde. Calero já havia se encontrado pessoalmente com Temer em outra ocasião e indicado a intenção de deixar o governo. Segundo assessores, Calero saiu da pasta por divergências com integrantes do governo.

 

O Palácio do Planalto ainda não se manifestou oficialmente a respeito da demissão.

Confira a carta de demissão na íntegra:

 

Ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República Michel Temer,

 

Agradeço a honra a mim concedida com o convite para ser Ministro de Estado da Cultura do Brasil de seu governo.

 

Venho solicitar minha demissão em caráter irrevogável por razão de ordem pessoal.

 

Durante os últimos seis meses, empreguei o melhor dos meus esforços, apoiado por uma equipe de extrema qualidade para pensar a política cultural brasileira.

 

Saio do Ministério da Cultura com a tranquilidade de quem fez tudo o que era possível fazer, frente os desafios e limitações com os quais me defrontei. E que o fez de maneira correta e proba. 

 

Respeitosamente,

Marcelo Calero Faria Garcia

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.