SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Temer repudia "vandalismo, destruição e violência" em protesto

Policiais e manifestantes contrários à aprovação da PEC 55, que é votada no Senado, entraram em confronto nesta tarde

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2016 20:49 / atualizado em 29/11/2016 21:27

Julia Chaib

O presidente Michel Temer criticou o protesto que ocorre nesta terça-feira (29/11) em frente ao Congresso Nacional. Em declaração oficial, o porta-voz Alexandre Parola afirmou que o presidente "repudia o vandalismo, a destruição e a violência de um grupo de manifestantes hoje em Brasília".

Policiais e manifestantes contrários à aprovação da PEC 55,  que é votada no Senado, entraram em confronto nesta tarde. "A intolerância não é forma de expressão democrática e não pode ser instrumento para pressionar o Congresso. O governo sempre esteve aberto ao diálogo e defende o direito às reivindicações. Mas jamais transigirá com atos de destruição do patrimônio público e privado", disse Parola.

Temer ainda afirmou que a imprensa foi atacada e disse que a constituição "protege a imprensa livre". "O país não pode ser palco de atos que só disseminam o medo e a intimidação para as famílias e os cidadãos brasileiros", concluiu o porta-voz.  

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade