SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Deputados da 'bancada da bala' pedem Ministério da Segurança Pública

Deputados pedem um ministério específico para a área, mas especialistas afirmam que a medida não resolve o problema

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/01/2017 06:00

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press - 22/6/15


Em meio às crises financeira e do sistema penitenciário, deputados da chamada “bancada da bala” conseguiram uma reunião com o presidente Michel Temer para propor a criação de um Ministério da Segurança Pública. Ontem, Alberto Fraga (DEM-DF) esteve com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no Palácio do Planalto. Segundo ele, quando Maia avisou Temer, que passou a terça-feira fora do país, sobre assunto da conversa, o peemedebista “mostrou interesse” e pediu um encontro hoje. No entanto, especialistas em segurança pública e em contas públicas afirmam que a medida não resolve a crise, abre mais uma estrutura burocrática e pode até aumentar os gastos, uns dos nós da gestão carcerária No Brasil.

Leia mais notícias de Política

A reunião está marcada para as 11h30, no Planalto. Além de Temer, Maia e Fraga, devem participar os deputados Aluísio Mendes (PTN-MA), Capitão Augusto (PR-SP), Major Wherles Rocha (PSDB-AC), Laudívio Carvalho (PMDB-MG), Delegado Éder Mauro (PSD-PA) e Cabo Sabino (PR-CE).

A ideia é antiga. Fraga a propôs em 1999 sob a forma de projeto de lei e de moção ao então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que não a aceitou. Em 2002 e 2010, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, encampou-a em suas duas tentativas de se tornar presidente. No início do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, também se cogitou criar o ministério.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
henrique
henrique - 11 de Janeiro às 11:47
É mais uma "piada" dos nobres deputados federais, que, parecem mesmo desconhecer a atual conjuntura brasileira. Aliás, este deputado não deveria estar preso por porte ilegal de arma de fogo?
 
Paulo
Paulo - 11 de Janeiro às 11:13
essa reforma da previdencia que penaliza o trabalhador vai afundar ainda mais o Brasil! os servidores já desmotivados vao parar de vez, a segurança publica, a polícia será que vai trocar tiro com bandido, entrar em presidio pra conter rebelião para receber 51% do salário quando se aposentar? Duvido! é melhor repensar isto e tirar dos corruptos e grandes banqueiros que lucram no nosso País! #ficaadica
 
carlos
carlos - 11 de Janeiro às 10:48
MALDITOS, APROVAM TUDO CONTRA O POVO, ATÉ APOSENTADORIA AO 80 ANOS INTEGRAL!
 
carlos
carlos - 11 de Janeiro às 10:47
BRINCADEIRA NÉ? AO IONVÉS DE INVESTIR NA EDUCAÇÃO DE JOVENS, CRIAÇÃO DE EMPREGOS, EDUCAÇÃO INTEGRAL E PROFISSIONALIZANTE, QUEREM CRIAR MAIS DESPESAS COM CARGOS! NÃO RESOLVE NADA! PIORA! SÓ GOLPISTAS MESMOS PARA QUERER ISSO!