'Precisamos que o foro privilegiado seja restringido', diz Dallagnol

Ao avaliar o horizonte para o encerramento da operação, Dallagnol afirmou que o "fim é quando tivermos exaurido todas as investigações sobre crimes".

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/03/2017 14:18

O procurador do Ministério Público Federal (MPF) e coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, reforçou a necessidade de se promover reformas para tornar mais efetivo o combate à corrupção no País. "Precisamos que o foro privilegiado seja restringido. Precisamos de mais reformas", comentou.

Ao avaliar o horizonte para o encerramento da operação, Dallagnol afirmou que o "fim é quando tivermos exaurido todas as investigações sobre crimes". 

Em relação ao legado da Lava Jato, o aprimoramento das regras para prevenção de práticas de corrupção foi citado pelo procurador. "O fim da operação também é quando tivermos reformas para mudar o sistema político."

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 18de Março às 07:43
Não deveria ter foro privilegiado para ninguém. Ninguém está acima da lei, não é assim que dizem os entendidos?
 
david
david - 17de Março às 15:43
Restringir? É lamentável que um procurador da república venha com uma conversa fiada dessa. Acaba com essa putaria de foro privilegiado
 
david
david - 17de Março às 15:38
Tem que acabar com esta pouca vergonha. Ninguém tem que ter foro privilegiado, nem procuradores, juízes, parlamentares. ministros do STJ, STF. Assim nasceria um novo Brasil.