Torquato diz que Lava-Jato é programa de estado, não de governo

O ministro acredita que a investigação é uma demanda da sociedade.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Embora não tenha confirmado a permanência de Leandro Daiello à frente da Polícia Federal. o novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, negou qualquer intenção de interferir nos rumos da operação Lava-Jato. “Por quê? Porque não há como. A Lava-Jato é um programa de Estado. Não é mais de governo, nem de Ministério Público, do Judiciário, nem do Executivo”, enumerou o ministro.

 

Leia mais notícias em Política 


Para o ministro, a Lava-Jato é uma demanda da sociedade e representa algo que não aconteceu em nenhum país do mundo – e ele acrescenta que fala isso com base em sua experiência internacional de Transparência em diferentes capitais do mundo e, diversos debates sobre programas anticorrupção. “Nenhum país do mundo revolve as suas entranhas com intensidade e o vigor que o Brasil está fazendo”, acredita ele.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 31 de Maio às 19:31
EXPERIÊNCIA com segurânça: """SÓ DE TER SIDO ASALTADO"""" ! ! ! E experiência de LAVA-JATO ? ? ? ? ======== será que é só , por acaso, tenha recebido algum ? ? ? ? ?