Lava-Jato denuncia Cabral, ex-mulher e mais quatro por lavagem de dinheiro

Os episódios de lavagem relatados na denúncia se referem ao uso da empresa Survey Mar e Serviços Ltda, ligada a Flávio Werneck, para dar aparência lícita ao pagamento de R$ 1,7 milhão em propina

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/06/2017 12:14

A força-tarefa da Lava-Jato no Rio denunciou, pelo crime de lavagem de dinheiro, o ex-governador do Estado Sérgio Cabral (PMDB). A acusação alcança Flávio Werneck, dono da FW Engenharia; Alberto Conde, contador da FW; Susana Neves, ex-mulher de Sérgio Cabral; Maurício Cabral, irmão do ex-governador; e Carlos Miranda, um dos operadores do esquema. 

Os episódios de lavagem relatados na denúncia se referem ao uso da empresa Survey Mar e Serviços Ltda, ligada a Flávio Werneck, para dar aparência lícita ao pagamento de R$ 1,7 milhão em propina.

As informações foram divulgadas pelo Ministério Público Federal, no Rio, nesta sexta-feira (2/6).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.