Defesa de Rocha Loures espera que STF avalie o caso na terça-feira

Loures está detido na superintendência da Polícia Federal, em Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/06/2017 11:39

A defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures espera que a prisão de seu cliente seja analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na próxima terça-feira (6/6). Preso pela Polícia Federal (PF) no sábado (4/6), por ordem do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo, Loures está detido na superintendência da corporação, em Brasília.


O advogado Cezar Bittencourt, que defende Rocha Loures, está na capital federal para recorrer da prisão do ex-deputado. "Esperamos que, se esta não for uma prisão para forçar uma delação, o caso do meu cliente seja analisado na terça-feira, durante sessão de turma, no supremo. Esta medida não era necessária", afirma Bittencourt.
 

Deputado federal pelo PMDB-PR até a quinta-feira (1/6), Rocha Loures foi flagrado carregando uma mala com R$ 500 mil, no dia 28 de abril em uma das ações controladas feitas por investigadores junto aos delatores do grupo J&F. A PGR aponta que o valor recebido era propina repassada pelos empresários e suspeita que o presidente Michel Temer possa estar envolvido no suposto esquema.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.