Operação investiga corrupção e lavagem de dinheiro em obras no RN

Segundo a PF, a investigação foi iniciada após a análise de provas obtidas em várias etapas da Operação Lava-Jato. No total, 33 mandados judiciais são cumpridos no Rio Grande do Norte e no Paraná

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/06/2017 06:50 / atualizado em 06/06/2017 07:55

Uma operação da Polícia Federal (PF) em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a Receita Federal investiga os crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro envolvendo a construção da Arena das Dunas, em Natal (RN). Segundo a apuração da Operação Manus, nome que faz referência ao provérbio latino "Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat" (uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra), o sobrepreço chega a R$ 77milhões.
 
Entre os presos está o ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. No governo Michel Temer, ele liderou o Ministério do Turismo, mas deixou o cargo após envolvimento na Operação Lava-Jato. Outra ordem de prisão é contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RN), que está preso em Curitiba.  

São 33 mandados judiciais no total, sendo cinco de prisão preventiva, seis de condução coercitiva, quando a pessoa é levada à força para prestar esclarecimentos, e 22 ordens de busca e apreensão. Cerca de 80 policiais federais realizam as ações que, além do Rio Grande do Norte, também ocorrem no Paraná.

Segundo a PF, a investigação foi iniciada após a análise de provas obtidas em várias etapas da Operação Lava-Jato, que investiga crimes ocorridos na Petrobras. As provas apontavam a solicitação e o efetivo recebimento de vantagens indevidas por dois ex-parlamentares cujas atuações políticas favoreceriam duas grandes construtoras envolvidas na construção do estádio.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.