Tarcisio Vieira é o terceiro a votar contra a cassação da chapa Dilma-Temer

Conforme ele, é evidente que houve irregularidades internas nas empresas contratadas pela campanha. Mas isso não configura abuso de poder econômico nem infração da lei eleitoral

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/06/2017 18:19 / atualizado em 09/06/2017 18:24

O ministro Tarcisio Vieira, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi o terceiro a votar contra a cassação da chapa Dilma-Temer. O magistrado, que seguiu os entendimentos dos juízes Napoleão Nunes e Admar Gonzaga, destacou que faria distinção entre as fases pré e pós Odebrecht. 

Vieira diz que não há como aferir credibilidade dos testemunhos dos delatores, que devem ser relativizados, com cautela. Para ele, as ações impedem incluir elementos sobre pagamento de propina na campanha de 2014 para pedir cassação da chapa.

O magistrado afirmou que é evidente que houve irregularidades internas nas empresas contratadas pela campanha. Mas isso não configura abuso de poder econômico nem infração da lei eleitoral. “Não há provas de que Dilma ou Michel Temer tinham conhecimento de tal sistema de propinas", diz 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.