PF pede ao STF ampliação do prazo de investigação contra Temer e Loures

Temer e Loures são investigados sob a suspeita de cometimento dos crimes de corrupção passiva, participação em organização criminosa e obstrução de investigação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/06/2017 19:38

A Polícia Federal prestou informações ao Supremo Tribunal Federal (STF) e solicitou a ampliação do prazo para concluir a investigação contra o presidente Michel Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures.
 
 
A data limite para a conclusão da investigação era esta segunda-feira - prazo mais curto pelo fato de o ex-assessor especial do presidente Temer, Rocha Loures, estar preso. Apesar de os autos terem sido devolvidos ao Supremo, ainda não é possível ter acesso à manifestação da PF no sistema de acompanhamento de processos.

Com base nas delações da JBS, Temer e Loures são investigados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) sob a suspeita de cometimento dos crimes de corrupção passiva, participação em organização criminosa e obstrução de investigação a organização criminosa. Loures foi flagrado carregando uma mala de dinheiro de R$ 500 mil, que a PGR suspeita que teriam como destino o presidente Temer.

Tags: loures temer
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.