"Todos devem responder por seus atos", diz Temer, em recado a Janot

O chefe do Executivo Federal e o procurador-geral da República estão em pé de guerra. A prova mais recente é a escolha de Temer pela subprocuradora-geral Raquel Dodge para ser a sucessora do posto máximo da PGR

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/06/2017 12:19

Beto Barata/PR - 13/06/2017


Com a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já em posse da Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer aproveitou o discurso nesta quinta-feira (29/6), em comemoração de um ano da lei de responsabilidade das estatais, para alfinetar o chefe da Procuradoria-Geral da República (PGR). Sem citar nomes, o peemedebista declarou que é preciso “todos respondam por seus atos” e tenham “responsabilidade”.

“Quero reafirmar que continuaremos no caminho seguro da responsabilidade, na ideia fundamental básica, estruturante, fundamentadora, que é um Estado em que todos respondam pelos seus atos, estejam onde estiver”, disse Temer. Em continuação das ideias, e, sem citar nomes, reforçou que, "onde quer que estiverem", seja no Executivo, Legislativo, Judiciário, ou na vida pública ou privada, “todos respondem pelos seus atos”. 

O chefe do Executivo Federal e o procurador-geral da República estão em pé de guerra. A prova mais recente é a escolha de Temer pela subprocuradora-geral Raquel Dodge para ser a sucessora do posto máximo da PGR. Ela é a maior opositora de Janot no órgão e sequer foi a candidata mais votada para a composição da Lista Tríplice, em eleição organizada pela Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Henrique
Henrique - 29 de Junho às 19:15
Vocês poderiam se informar mais.. Ao presidente da República é facultado escolher qualquer membro do Ministério Público, independente de estar na lista tríplice ou não.. ele optou pela segunda mais votada, qual o problema? ... outra coisa, a delação deste Joesley Friboi é incompleta e tendenciosa, pois ele começou a praticar corrupção em 2005, quando assumiu a JBS.. ele simplesmente pulou o período 2005-2014, focando apenas nos últimos dois anos.. cadê gravações/denuncias com o Lula, com a Dilma? e como um bandido desse calibre compra 2 mil e tantos parlamentares e sai impune, podendo viajar pelo mundo em seu jatinho de 30 milhões de doláres, ou seu iate de 10 milhões de dólares.. esse cidadão pegou nada menos nada mais de 8 bilhões de reais do BNDES, dinheiro do povo brasileiro.. ninguem comenta isso, é impressionante
 
José
José - 29 de Junho às 14:31
Papo de SURDOS ! Dois senhores, cada um com vara de pescar nos ombros se contram pela rua. Um dele4s pergunta, O COMPRADRE OCE VAI PESCAR ? o outro respende NÃO, EU VOU PESCAR ! o primeiro conclui, AH BÃO PENSEI QUE IA PESCAR ! ! !
 
Ramiro
Ramiro - 29 de Junho às 13:51
É o cúmulo da inversão de valores! E partindo justamente de quem?! Estamos vivendo um momento crucial da nossa história, ou nos unimos,todos, agora, contra a corrupção,, ou, o crime organizado toma conta de vez do nosso País!!! Vamos deixar isso acontecer?
 
filomena
filomena - 29 de Junho às 12:46
E' isso que o povo brasileiro quer, que todos respondam ao pe' da letra pelos seus crimes, inclusive temerda. A mulher que escolheu ja' esta' comprada. Quem deve ser escolhido e' o mais votado. Mais uma prova que o cara de sapo e' ditador.