Políticos reagem à condenação do ex-presidente Lula pelo caso do tríplex

Deputado Eduardo Bolsonaro cobrou a prisão do petista; já o ex-ministro de Lula e também deputado Orlando Silva disse não haver provas para condenar o ex-presidente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/07/2017 14:23 / atualizado em 12/07/2017 16:43

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press

 
Imediatamente após o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, em Curitiba, condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP), diversos políticos utilizaram as redes sociais para comentar o episódio.
 
 
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) comemorou a decisão de Moro e cobrou a prisão do ex-presidente. "Moro condena Lula a 9 anos de prisão pelo caso do tríplex. Agora só falta ir preso mesmo", disse. Eduardo é filho do também deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), um dos maiores críticos de Lula e que divide com o petista as primeiras posições nas pesquisas de intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018.

Já o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), que chegou a ser ministro do Esporte no governo Lula, avaliou que a condenação é injusta, por, segundo ele, não haver provas contra o ex-presidente. "Sérgio Moro condenou o presidente Lula sem nenhuma prova no processo. É mais uma violação do Estado Democrático de Direito! É um escândalo!", pontuou. "Minha solidariedade ao presidente Lula, que será julgado e absolvido em tribunais superiores, por absoluta falta de provas de acusação", completou.
 

Na Câmara

Nos corredores da Câmara, o líder do PT na Casa, deputado Carlos Zarattini (SP), classificou a condenação como um "atentado à democracia". Para ele, o juiz Sérgio Moro, Moro toma uma decisão com o objetivo de influenciar o mundo político nacional. "É estranho que ele dê essa sentença no mesmo dia em que a Câmara dos Deputados começa a avaliar o pedido de afastamento do presidente Temer por corrupção passiva. Agiu assim quando divulgou grampos ilegais envolvendo o ex-presidente Lula e a então presidente Dilma, o que acelerou o processo de impeachment e age assim agora", avaliou.
 
Já o deputado Wadih Damous (PT-RJ) acredita que não haverá dificuldades para o TRF da 4ª Região reverter a sentença que condenou o ex-presidente. "Do ponto de vista legal, essa sentença não vale nada. Moro não agiu como juiz. Agiu como justiceiro. Ele não ouviu as testemunhas de defesa do ex-presidente. Moro não proferiu uma sentença. Ele redigiu uma peça de acusação", disse.

 
Confira algumas publicações:

 
 
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Gerson
Gerson - 15 de Julho às 22:32
OS BRASILEIROS DE BEM, QUE VESTEM VERDE E AMARELO, TAMBÉM REAGIRAM A PRISÃO DO CHEFÃO DO QUADRILHÃO (como disse o PGR), COM FOGOS DE ARTIFÍCIOS, MUITA CERVEJA, MUITO CHURRASCO E FESTEJARAM COM MUITA ALEGRIA, POIS AGORA ESTÁ COMEÇANDO, SÓ COMEÇANDO, A LIMPEZA E EXTIRPAÇÃO DESSES CORRUPTOS SALAFRÁRIOS, TUDO ISSO RESULTADO DA NOSSA MANIFESTAÇÃO MACIÇA EM FAVOR DO NOSSO PAÍS. Aviso aos vermelhos: fazer apologia a bandido é crime passivo de cadeia!!!
 
Aminadab
Aminadab - 12 de Julho às 18:46
Esses BOLCHEVISTAS e Baderneiros, estão desde o ano de 2014 PARALISANDO o senado federal, lula mente desde os ano 70, lula é PREVARICADOR, como presidente só ROUBOU O POVO BRASILEIRO, enviando a GRANA PÚBLICA DO BNDES para CUBA, para a VENEZUELA, para a África e nós estamos pagando as CONTAS desses ROUBOS a Turma do lula! Ontem esses BOLCHEVISTAS de araque, de FORMA SABOTADORA, tomaram de ASSALTO a Mesa do senado federal, para falar em silêncio para os PARASITAS que param o Brasil desde 2014, fizeram do presidente do senado de PALHAÇO e querem fazer o Povo Brasileiro de Imbecis Úteis. Alô senado federal INCOMPETENTE, vamos colocar em PAUTA as PECs que criam o RECALL nos artigos 14 e 84. da CF, para que os ELEITORES tenham de fato o PODER QUE EMANA DO POVO SOB CONTROLE, pois, o STF E O TSE SÃO MERAS LAVANDERIAS para "LIMPAR AS ROUBAUTOS", dos políticos LADRÕES do Erário e dos políticos CORRUPTOS.
 
Carmelita
Carmelita - 13 de Julho às 07:38
Todas as pessoas, ou pelo menos quase todas, em DOIS anos estarão arrependidas desse discurso direitista apropriado à elite brasileira. O metalúrgico sem dedo é contra a reforma trabalhista e a previdenciária. E tu, Aminadab, vai perceber a sua postura de marionete dos bilionários brasileiros que hoje só querem tirar Lula do contexto eleitoral.
 
Messias
Messias - 12 de Julho às 15:17
Lamentável é que, no Código Civil Brasileiro está prescrita a figura do comodato. Se o Lula não era o proprietário, estaria usando o imóvel em regime de comodato, tácito ou mediante contrato escrito. Fiz uso de imóvel nessas condições, fiz reforma nele e nem por isso me tornei por nenhuma forma dono dele.
 
Carmelita
Carmelita - 13 de Julho às 07:41
Pois é. É golpe dentro do golpe. E pequenos golpes dentro de outros golpes. A elite brasileira dominava, domina e sempre dominará. E o povão apático - devia estar nas ruas - vai perceber que tudo foi montado, organizado e arquitetado engenhosamente contra ele, não contra o Lula. Mas o povão no Brasil vira escravo e nunca fará nada!! Lamentável!