Zarattini diz que PT fará protestos no país contra condenação de Lula

Para o líder do partido na Câmara, decisão do juiz Sérgio Moro de condenar o ex-presidente a nove anos e meio de prisão é "atentado à democracia"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/07/2017 14:53 / atualizado em 12/07/2017 15:18

Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

  
O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), afirmou nesta quarta-feira (12/7) que o partido convocou atos em todo o país para protestar contra a decisão do juiz Sérgio Moro de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão. O parlamentar também classificou a condenação como um "atentado à democracia".
 
 
"A nossa presidente Gleisi [Hoffmann, presidente nacional da sigla] já encaminhou essa informação a todos os diretórios regionais e municipais, no sentido de que a gente faça um amplo movimento: se organizar para ir à frente dos fóruns e realizar um protesto contra essa decisão política, fora completamente do processo legal, que foi tomada contra o presidente Lula pelo juiz Sérgio Moro", disse o deputado. "Vamos para a rua, que a rua é muito importante", completou.
 
 
 
Zarattini também afirmou que, mais uma vez, Moro toma uma decisão com o objetivo de influenciar o mundo político nacional. "É estranho que ele dê essa sentença no mesmo dia em que a Câmara dos Deputados começa a avaliar o pedido de afastamento do presidente Temer por corrupção passiva. Agiu assim quando divulgou grampos ilegais envolvendo o ex-presidente Lula e a então presidente Dilma, o que acelerou o processo de impeachment e age assim agora", avaliou.

Por fim, o parlamentar lembrou que o juiz Sérgio Moro conduziu o inquérito e deu a sentença desrespeitando a opinião da quase totalidade das testemunhas. "Ele só levou em conta a opinião de um delator que está preso", reclamou o petista.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 18 de Julho às 20:27
KKKKKKKKKKKKKKKK Estou morrendo de medo......KKKKKKKKKKK
 
cleyvisson
cleyvisson - 13 de Julho às 09:26
Lembrem-se: Qualquer depredação a patrimônio público, privado, agressão a cidadãos e qualquer desordem, será de responsabilidade desses "convocadores"!! Quem deveria zelar pela Lei e Ordem, são os primeiros a causar o caos!
 
GILBERTO
GILBERTO - 13 de Julho às 08:25
O FUTURO DAS GERACOES ESTA COMPROMETIDO.
 
GILBERTO
GILBERTO - 13 de Julho às 08:01
COM A EXTINCAO DOS SINDICATOS, GRANDE PARTE DOS PROBLEMAS SERA RESOLVIDA.
 
José
José - 12 de Julho às 18:40
Caiu! Caiu a grande farsa de fome zero. Deveria sentir vergonha em falar na convocação para protesto. Estão acostumados com impunidade neste pais.
 
Nelso
Nelso - 12 de Julho às 16:29
Todos já sabíamos na marcha da Mortadela. Protestos e protestos petistas. Aguenta Brasil.
 
Jean
Jean - 12 de Julho às 16:17
Blá blá blá blá, os inconformados por terem perdido a boca não param mesmo!!!! Um partido que ficou no poder este tempo todo e praticamente ARRUINOU o País financeiramente!!! Fizeram pior do que os outros que passaram pelo poder!E se diziam tão honestos!!!! O Brasil precisa é ficar livre desta MALDIÇÃO que foi este partideco e seus cupinchas!!!! NUNCA MAIS!!!!
 
Antonio
Antonio - 14 de Julho às 08:20
Esse país se transformou numa ditadura. Judiciário atacando a democracia e o mais assombroso é a "sociedade" aplaudindo. Que país ainda queremos? Essa sociedade que hoje aplaude esse ativismo judiciário deveria pensar nisso: o que será da próximas gerações.