Moro diz que julgar grandes traficantes 'dá menos trabalho'

Moro disse que em Curitiba, base e origem da grande investigação, a Lava-Jato "está indo para o final"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/10/2017 17:53

Patrícia de Melo Moreira/AFP
O juiz federal Sérgio Moro disse nesta segunda-feira (2/10), em São Paulo, durante almoço em que foi homenageado pela universidade americana Notre Dame com a mesma láurea já concedida à madre Teresa de Calcutá, que julgar grandes traficantes de drogas "dá menos trabalho" que julgar os réus da Operação Lava-Jato - empreiteiros e políticos poderosos, condenados por corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

"Eu até falei brincando outro dia, que a gente estava 'doido' para voltar a julgar grandes traficantes de drogas. Dá menos trabalho."

Moro disse que em Curitiba, base e origem da grande investigação, a Lava-Jato "está indo para o final". Sob sua alçada estão os réus da Lava-Jato sem foro privilegiado.

O juiz admitiu que está "cansado" de conduzir tantas ações da Lava-Jato na 13.ª Vara Federal de Curitiba, de sua titularidade. Mas afirmou que não pretende parar. "É verdade que estou cansado Tem sido um trabalho duro, mas não há nenhuma previsão concreta de eu deixar a 13.ª Vara."





Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.