STF rejeita denúncia contra Renan Calheiros

Ministros entenderam que não foram apresentadas provas suficientes dos crimes imputados ao senador

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2017 18:22

Minervino Junior/CB/D.A Press


A segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta terça-feira (10/10) uma denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra o senador Renan Calheiros, do (PMDB-AL). Renan foi acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da operação Lava-jato. No entanto, os ministros da corte entenderam que “não existem provas suficientes para comprovar a participação do senador nos delitos”.

A decisão de não acatar as acusações foi tomada de forma unânime pelos quatro ministros que integram a Segunda Turma. Depois da sessão de hoje a denúncia será arquivada e o peemedebista não será transformado em réu na ação penal. Os ministros também rejeitaram denúncia contra o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), que fazia parte da mesma acusação. Ambos foram acusados pelo Ministério Público de receberem R$ 800 mil em propina.

De acordo com os procuradores, em troca eles teriam favorecido a empresa Serveng Civilsan em contratos com a Petrobras. O ministro Celso de Mello, que também integra a turma, não participou da sessão.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.