CPMI da JBS adia depoimento de executivo Ricardo Saud para próxima semana

Segundo a assessoria de imprensa do presidente da CPMI, senador Ataídes Oliveira (PSDB-RR), o executivo da JBS falará aos deputados e senadores somente na próxima terça-feira (31/10)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/10/2017 18:01

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS adiou para a próxima semana o depoimento de Ricardo Saud, executivo da empresa de frigoríficos dos irmãos Batista. Saud seria ouvido nesta quarta-feira (25/10), mesmo dia da votação da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados.


Segundo a assessoria de imprensa do presidente da CPMI, senador Ataídes Oliveira (PSDB-RR), o executivo da JBS falará aos deputados e senadores somente na próxima terça-feira (31/10). O adiamento foi um pedido do próprio Ataídes Oliveira. O gabinete do tucano não divulgou o motivo da mudança na data.

 

Leia mais notícias em Política


Outro depoimento que foi adiado é o do ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Hereda, que falaria nesta terça-feira (24/10), na comissão. O depoimento de Hereda foi adiado em um dia, para a quarta-feira (25/10).

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.