No terceiro dia da caravana por MG, Lula afirma que vencerá eleição em 2018

O ex-presidente voltou a defender investimentos na área da educação e discursou sobre avanços petistas na criação de empregos e no combate à fome

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/10/2017 18:16 / atualizado em 25/10/2017 18:38

	APU GOMES


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reforçou o discurso de que irá se eleger novamente presidente em 2018 se não for impedido judicialmente de participar das eleições, em comício realizado na cidade de Padre Paraíso, em Minas Gerais, e transmitido ao vivo em sua página do Facebook. "Eu vou brigar até as últimas consequências para ser candidato, se for candidato eu vou ganhar, e quando eu ganhar esse País vai voltar a sorrir", afirmou. Lula está no terceiro dia da caravana por cidades mineiras, a segunda etapa do projeto "Caravana Lula pelo Brasil".



Três municípios que estavam fora da rota original foram visitados pelo ex-presidente nesta quarta-feira (25/10). A primeira parada foi em Catuji, seguida por Padre Paraíso, onde ocorreu o comício. No começo da tarde, o ex-presidente ainda discursou em Ponto dos Volantes, pouco antes de chegar a Itaobim, destino original desta quarta-feira. De acordo com a assessoria de comunicação do Partido dos Trabalhadores, as paradas aconteceram a pedido de moradores.

 

Leia mais notícias em Política

 

No discurso dado em Padre Paraíso, Lula reforçou as críticas à imprensa e à Operação Lava-Jato e reafirmou sua inocência. "Se tiver uma prova de um único real errado na minha vida, eu terei coragem de voltar a Padre Paraíso e pedir desculpas para vocês", prometeu. O ex-presidente também afirmou que espera retratações da imprensa e dos investigadores da Lava Jato. "Quero apenas que essa gente tenha dignidade de ir para a televisão e dizer que vai pedir desculpas ao Lula."

O ex-presidente voltou a defender investimentos na área da educação e discursou sobre avanços petistas na criação de empregos e no combate à fome. "Nós geramos 22 milhões de empregos, aumentamos o salário mínimo durante 12 anos consecutivos", afirmou. O ex-presidente criticou a agenda política do atual governo. "Eles acabaram com os direitos trabalhistas, querem acabar com a aposentadoria. Eles querem resolver o problema da crise econômica causada pelos ricos em cima do povo pobre."

A caravana seguiu na sequência para Itinga. O ex-presidente visitará mais 6 cidades antes de chegar a Belo Horizonte, no dia 30, onde encerrará a viagem.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Vaneide
Vaneide - 25 de Outubro às 22:31
O Senhor não terá votos dos servidores do poder executivo federal.
 
Vaneide
Vaneide - 25 de Outubro às 22:30
O Senhor não terá votos dos servidores públicos do poder executivo federal.