Funaro diz que Temer recebeu propina de R$ 2,5 milhões

Doleiro afirmou em depoimento que o dinheiro foi repassado por meio de doações oficiais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/10/2017 13:03

AFP/EVARISTO SA
 
 
O doleiro Lúcio Funaro afirmou nesta terça-feira (31/10) que o presidente Michel Temer recebeu propina de R$ 2,5 milhões em propina do grupo Bertin. De acordo com Funaro, os repasses ocorreram por conta de Temer ter viabilizado repasses ao grupo empresarial de recursos do Fundo de Investimento do FGTS. As declarações foram feitas em depoimento ao juiz Vallisney de Souza, da 10ª Vara Federal de Brasília.
 

Funaro, que é delator da Lava-Jato, afirmou que a propina foi repassada por meio de doação oficial de campanha. Ele contou que o responsável pelos repasses seria o empresário Natalino Bertin. "Quando foi para definir como é que seria a divisão do montante que o Natalino disponibilizou para doações, se eu não me engano, o deputado Eduardo Cunha ficou com um milhão, dois milhões e meio, foram destinados ao presidente Michel Temer”, afirmou o doleiro.

Funaro afirmou ainda que ex-deputado Eduardo Cunha "quem comandava a distribuição de propina". O político também está prestando depoimento, e acompanha todas as declarações do doleiro, sem esboçar reação.  

Em nota, a assessoria do presidente Michel Temer "afirmou que rejeita qualquer envolvimento do seu nome é negócios escusos". 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.