Publicidade

Estado de Minas

Presidente Temer envia respostas de inquérito da Polícia Federal ao STF

Investigação quer saber se o presidente obteve benefícios para editar um decreto que beneficiou o setor portuário


postado em 18/01/2018 16:33 / atualizado em 18/01/2018 18:33

(foto: Beto Barata/PR)
(foto: Beto Barata/PR)

 
O presidente Michel Temer enviou, nesta quinta-feira (18/1), as respostas de 50 perguntas feitas pela Polícia Federal no inquérito em que ele é investigado.

No documento, o presidente nega que tenha sido representado pelo ex-deputado Rodrigo Rocha Loures em qualquer tipo de negociações com empresários. Esta é uma das últimas fases da investigação, que será entregue ao Ministério Público Federal (MPF).
 
 
Ao ser perguntado sobre as empresas que financiou a campanha, Temer negou que tenha qualquer tipo de relação com grupos que realizaram as doações. A PF suspeita que ele tenha recebido propina para editar um decreto de lei que beneficiou empresas do setor de portos.

A principal beneficiada teria sido a empresa Rodrimar, concessionária do Porto de Santos, em São Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade