Publicidade

Estado de Minas

Temer se reunirá com governadora de RR para tratar da imigração venezuelana

Cerca de 40 mil venezuelanos se estabeleceram na cidade após fugir da crise econômica e política que o país vizinho atravessa


postado em 11/02/2018 19:40

Venezuelanos formam fila na sede da Policia Federal, em Boa Vista, para pedir refúgio no Brasil(foto: Danilo Verpa/Folhapress)
Venezuelanos formam fila na sede da Policia Federal, em Boa Vista, para pedir refúgio no Brasil (foto: Danilo Verpa/Folhapress)


O presidente Michel Temer vai se reunir amanhã (12) com a governadora de Roraima, Suely Campos, na sede do Executivo estadual, para tratar da situação do estado com a imigração de venezuelanos. Segundo o Palácio do Planalto, Temer deve ser acompanhado pelos ministros da Defesa, Raul Jungmann, do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, da Justiça, Torquato Jardim, e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco.

A prefeitura de Boa Vista estima que cerca de 40 mil venezuelanos se estabeleceram na cidade após fugir da crise econômica e política que o país vizinho atravessa.

De acordo com o Planalto, após a visita o presidente voltará para a base naval da Restinga da Marambaia, no Rio de Janeiro, onde passa o carnaval com a família.

Na sexta-feira (9), Temer disse que a posição do Brasil é uma atuação “diplomática, responsável e contestadora” em relação ao que está ocorrendo no país vizinho e que o Brasil busca uma ajuda humanitária aos venezuelanos que atravessam a fronteira.

Em visita a Boa Vista na semana passada, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, anunciou um projeto-piloto para absorver mão de obra de venezuelanos que têm chegado ao país pela fronteira com Roraima.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade