CASA

Qual é o seu número?

Placas residenciais criativas dão um toque pitoresco à casa %u2014 e indicam que ali mora uma pessoa caprichosa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/04/2011 11:04 / atualizado em 04/05/2011 14:02

Quando se vai à casa de alguém pela primeira vez, confiamos nelas para nos guiar. As placas residenciais nos fornecem as coordenadas do destino buscado — função que podem desempenhar com charme. O segredo é harmonizar a plaqueta com o estilo da residência. “Para uma fachada clássica, trabalhamos também com cores mais clássicas, tais como o amarelo e o azul, remetendo a azulejos portugueses. Nas mais moderna, podemos trabalhar com desenhos geométrico, florais estilizados, pintados com cores fortes”, ensina a artesã Léa Curry.

A funcionalidade, claro, não pode ficar em segundo plano. “O número deve ser proporcional ao tamanho da fachada, assim, não colocamos um algarismo muito pequeno num muro grande, nem o contrário.” Já a artesã Verônica Kraemer ensina que, para privilegiar a leitura, deve-se pensar nas cores. “Geralmente, faço os números em cores mais escuras e fortes, como azul, verde ou vermelho, e o fundo branco, para que haja um contraste e o número se destaque, ficando bem visível.”
Esse esmero com a sinalização, infelizmente, não é tão comum no Brasil. “Realmente, os americanos curtem mais enfeitar as casas, deixando-as cheias de detalhes e bem coloridas. Penso que os brasileiros, quando gostam de enfeitar, preferem algo mais clean, até para não chamar muito a atenção, com medo de assaltos”, opina Verônica. Mesmo assim, o adereço é muito procurado em seu atelier.

Cantinho inconfundível
Veja abaixo alguns modelos de placas confeccionados por artesãos locais:

Além da Rua Atelier/Divulgação e Casa de Mosaico/Divulgação


Lea Cury/Divulgação; Ateliê LukaBrasil/Divulgação e Maurício Benevides/Divulgação

 

Beleza americana
Os norte-americanos adoram esse adereço, de preferência os confeccionados de forma totalmente artesanal.


Amanda Klecker/Divulgação

A ideia da projetista Amanda Klecker era incorporar flores aos números de sua casa. Para isso, comprou números de metal e os pregou na frente do que seria uma daquelas caixas de flores localizadas embaixo de janelas. Para isso, Amanda usou pedaços velhos de madeira. Para finalizar, plantou suas flores preferidas. Ideias como essa podem ser vistas no blog The hand me down house (em inglês).

Roeshel B./Divulgação

Para conseguir esse resultado, Roeshel B. usou potes de cerâmica normais e os pintou com tinta spray. Os números são de adesivo à prova d’água. Para completar, a projetista plantou violetas coloridas nos vasos. Veja mais no blog The diy show off (em inglês).

Karla Swoveland/Divulgação

Karla Swoveland usou uma rocha que encontrou em seu jardim para colocar o número da casa de brinquedo de seus filhos. A pintura foi feita à mão. E por ser uma casinha, adicionou o ½ após o número de identificação. Mais dicas no blog Its the little things that make a house a home (em inglês).

 

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.