Publicidade

Estado de Minas CASA

Mundo de texturas

Os revestimentos 3D chamam para si o foco das atenções. Por isso, é preciso


postado em 06/12/2015 08:00 / atualizado em 04/12/2015 17:06

O arquiteto Fernando Rodrigues optou por um revestimento que lembra os quadrados do Teatro Nacional para a sua Loja dos Aromas. Apesar do espaço pequeno, a parede acabou tornando o ambiente mais confortável.(foto: Jomar Bragança/ Divulgação)
O arquiteto Fernando Rodrigues optou por um revestimento que lembra os quadrados do Teatro Nacional para a sua Loja dos Aromas. Apesar do espaço pequeno, a parede acabou tornando o ambiente mais confortável. (foto: Jomar Bragança/ Divulgação)


Chega de paredes brancas, meramente funcionais, que apenas direcionam a atenção para os móveis — elas podem, e devem, ser o centro da decoração. Os revestimentos são os grandes responsáveis por essa mudança de foco. Cheios de texturas e feitos de materiais que não só facilitam a aplicação como imitam perfeitamente os originais, os revestimentos 3D brincam com a luz. Esse jogo pode transmitir sensações e até dar a ilusão de que o pé direito é mais alto.

Para a composição funcionar, é interessante moderar na escolha dos móveis e da decoração. Elementos mais neutros são indicados para evitar a poluição visual. Outro aspecto importante é a localização dos revestimentos. Nada de optar pelo efeito na cozinha, onde a parede fica exposta a óleos e gorduras. Os revestimentos acumulam poeira e é preciso ter cuidado com a limpeza, que pode ser feita com um pano úmido.

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade