SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ronaldo Fraga escolheu transsexuais para seu desfile no SPFW

O estilista tem um histórico de temas com relevância social, em edições passadas, idosos e refugiados fizeram as vezes de modelos chamando atenção para temas sociais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/10/2016 17:26 / atualizado em 01/11/2016 12:11

Ailim Cabral

A semana de moda continua movimentando São Paulo. Nesta quarta-feira (26/10) um dos desfiles mais comentados foi o de Ronaldo Fraga. O estilista tem um histórico de temas com relevância social, em edições passadas, idosos e refugiados fizeram as vezes de modelos chamando atenção para temas sociais. Nesta edição, Ronaldo não decepcionou e trouxe 28 mulheres transexuais para o palco do Theatro São Pedro, a passarela escolhida por ele.

Um único modelo de vestido deu origem a todas as peças da coleção, cada uma delas foi inspirada no estilo da moças trans que a exibiu na passarela. Leia um pouco mais sobre o desfile de Ronaldo aqui. (transformar o aqui em link para a outra matéria que escrevi, já está publicada).

O desfile da Iódice, o primeiro do dia, aconteceu na fábrica da marca. Depois de subir escadas e passar por salas de criações cheias de araras e manequins, os jornalistas encontraram um backstage animado em um grande pátio da instalação.

 

Leia mais na Revista do Correio

 

As peças foram um sopro de ar fresco para os aficcionados da moda. O veludo molhado veio em tons fortes, preto, bordô, amarelo mostarda e azul escuro. Em formas largas, cheias de movimento e oversized, pequenos espelhos com acabamento em metal davam brilho e luz às parcas, camisas largas, saias compridas e vestidos.

Mudando de locação e estilo, o universo fashionista se movimentou para a Artefato Garden & Country dos Jardins para a apresentação da Água de Coco.

Biquínis e maiôs em diversos tons metalizados vieram em vários shapes. Aplicações em miçangas com bastante brilho adornaram as peças com estampas tropicais e florais, cheias de abacaxis e palmeiras. As saídas de praia fluidas e elegantes também merecem destaque.

 

Ze Takahashi

 

Ze Takahashi

 

No Parque do Ibirapuera, Vitorino Campos foi o primeiro a se apresentar. Um dos grandes destaques foi o terninho com shorts curtos. Em riscas de giz, ganharam tons modernos com faixas de tecido metalizado colorido. Grande parte das peças veio em formas oversized, mas a sexualidade sutil e natural esteve presente nas peças com recortes assimétricos e transparências.

O clima idílico e romântico que tinha dominado o dia de apresentações foi quebrado com o desfile de Amir Slama. Com uma trilha sonora eletrizante, modelos com curvas acentuadas cruzavam a passarela com peças sensuais.

Nos cabelos, todas usavam bonés com uma única trança comprida. Transparências, maiôs asa delta e faixas nos tops e calcinha dos biquínis aliados a meias compridas e elásticos que faziam as vezes de cinta-liga aumentaram ainda mais o sex appeal das peças. Mangas bufantes e fivelas grandes deram um tom moderno.
 

 

Ze Takahashi

 

Ze Takahashi

 

Encerrando a noite, a Oskar Metsavaht trouxe a sua Osklen com peças que conversam com o fim de ano, férias e viagens. As peças vieram em cores quentes e estampas de palmeiras, algo esperado na marca, mas trouxe uma modelagem um pouco mais fluida e ampla do que o comum. O destaque foram os corsets de tramas naturais, que deram um toque de sensualidade aos tecidos leves e de caimento solto.

Fique de olho no Instagram da Revista (revistadocorreio) para mais novidades sobreos desfiles bastidores da semana de moda de São Paulo.

 

 

 

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade