CASA

Tons escuros na decoração podem trazer ar de conforto ao ambiente

Usar uma parede ou um móvel em tom preto, cinza ou marrom pode ser uma boa forma de sair do lugar-comum com muita elegância e conforto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/06/2017 08:00 / atualizado em 23/06/2017 15:58

 Edgar Cesar/Divulgacao
Pensar em pintar uma parede toda de preto pode, de cara, assustar alguns. Logo se imagina que o lugar vai ficar escuro demais ou até macabro. Já quando se pensa em um ambiente cheio de madeira escura ou com um sofá ou um tapete preto, o estranhamento é menor. A novidade é que todas essas opções são possíveis.

As paredes escuras tornaram-se uma grande tendência de decoração. “Essas tonalidades podem dar um efeito bem especial e elegante à decoração de interiores, aquecendo os ambientes”, afirma a designer de interiores Kelly Carvalho. Incluir cores fechadas na decoração confere mais aconchego do que um espaço totalmente claro.
 
 Edgar Cesar/Divulgacao
 
Alguns cômodos da casa precisam, inclusive, passar essa sensação. É o caso de um home theater. Feito para que as pessoas relaxem e curtam um filme, o local não pode dar a mesma sensação de um escritório, onde tudo deve ser claro para se enxergar muito bem e manter a concentração.

Usar tons escuros é também uma forma eficaz de garantir que a decoração não fique cansativa. O preto e o cinza combinam com tons claros e ajudam a modernizar o ambiente. A arquiteta e designer de interiores Tathiana Nunes explica que as cores escuras podem ser usadas tanto nas paredes e revestimentos quanto na mobília. É só escolher. “O interessante é o equilíbrio, porque um local só com cores claras também perde muito da sofisticação”, opina.
 
Studio GPPA/Divulgação
 

O ambiente muito claro, para ela, é mais interessante quando há integração com a parte externa da casa. “Aí, sim, é possível trazer o verde para dentro, que é uma cor forte. Mas um ambiente escuro que integra o exterior faz isso de forma diferente, muito mais interessante.”
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.