Fitness & Nutrição

Bebidas vegetais surgem como opção a restrições alimentares

Para atender quem sofre com alergia, intolerância ou apenas busca um estilo mais saudável, leites vegetais ganham espaço nas prateleiras dos mercados. Antes de consumir, é preciso avaliar, orientam nutricionistas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/11/2017 07:00 / atualizado em 16/11/2017 16:15

E quem disse que os alérgicos não podem se divertir? Entre tantas opções de alimentos, as bebidas vegetais aparecem não só como uma solução para as restrições alimentares, mas como uma alternativa para os que buscam uma dieta mais saudável ou sem proteínas do tipo animal. 

Elas vêm em várias formas, tipos e sabores, e podem variar da própria soja ao leite de castanhas. Segundo especialistas, podem ser tão saudáveis quanto o leite de vaca — apesar de serem bebidas diferentes, as vegetais apresentam, em alguns casos, mais nutrientes e menos gordura do que as de origem animal.

Em 2016, segundo pesquisa Nielsen, 20% dos brasileiros estavam à procura de alternativas aos leites de espécies animais. Diante desse cenário, mais de R$ 200 milhões foram investidos por empresas da área, ampliando a oferta tanto dentro quanto fora do Brasil.

Para Nataniel Viuniski, nutrólogo e membro do conselho para assuntos nutricionais da Herbalife, os dados só confirmam pesquisas que apontam um total de mais de 70% da população com algum tipo de intolerância ou alergia à proteína ou ao próprio leite. “Essas bebidas são uma ótima saída para essas pessoas, que deixam de sentir estufamento, gases ou azia quando consomem algo com leite.”

Além de nutricionalmente equilibradas, elas proporcionam mais saciedade. “O leite é ótimo para o corpo. Bebidas vegetais são uma outra opção, em que o cálcio e as fibras, na maioria das vezes, estão reforçados.” Apesar de não substituírem o leite, podem ser indicadas quando o assunto é alergia, intolerância ou até mesmo mudança nos padrões de vida.

“Em questão de composição nutricional, não é possível afirmar que elas são substitutas. Costumo falar que são alimentos diferentes, não tem um pior do que o outro”, explica a nutricionista Fernanda Bassan, professora da Universidade Católica de Brasília.

Alguns leites, como o de castanhas, têm o teor de nutrientes diferentes do de vaca. Já o de coco tem uma quantidade maior de gordura, logo, dá a sensação imediata de saciedade. Já as bebidas de arroz são mais ralas e possuem poucas proteínas. Mesmo assim, todas elas podem ser boas saídas quando usadas com moderação.

As bebidas vegetais têm características nutricionais semelhantes, mas um perfil diferente. De todas as opções, a soja está no topo das mais completas: ela possui alto valor biológico, ou seja, tem todos os aminoácidos naturais fabricados pelo corpo. Mas é preciso atenção, diz Fernanda. Não se pode confundir leite de soja com suco. Segundo a nutricionista, o suco tem um teor proteico bem abaixo do proposto pelo leite. “Tudo precisa ser avaliado nos rótulos.”

O cálcio, que só era reposto com leite ou derivados, agora ganha espaço especial nas bebidas vegetais, que possuem zero gordura animal e, muitas vezes, zero colesterol. Para tomá-las, não é preciso recomendação médica. Fernanda afirma que não há problema em ingerir essas bebidas junto com o leite de vaca, para os que não têm restrição alimentar. “São ótimas opções para variar ainda mais a alimentação.” 

Reeducação

Stephanie Hampton/Divulgacao
O leite de vaca nunca foi opção presente no cardápio de Stephanie Hampton, 21 anos. Desde pequena, ela apresentava os primeiros sinais de intolerância. A saída encontrada foi substituir o que era animal pela proteína da soja. "Ao longo do tempo, fizemos várias tentativas, mas sempre sentia um desconforto muito forte na barriga, acompanhado de inchaço e dor. No meu caso, a bebida vegetal veio como uma grande solução."

Ela garante que nunca sentiu falta do leite. Por levar uma vida saudável influenciada pela mãe, a estudante entendeu o quanto isso significaria para o seu futuro. Hoje, ela se dedica totalmente ao que chama de healthy lifestyle — em português, estilo de vida saudável.

Quando se mudou para os Estados Unidos, há três anos, Stephanie se viu em um paraíso de opções. Além de diferentes tipos, marcas e sabores, as bebidas vegetais tinham um preço mais acessível do que as encontradas no Brasil. Logo o leite de soja foi substituído pela bebida vegetal de amêndoas. “Ela veio não só como uma solução deliciosa para a minha restrição alimentar, mas também como parte da minha dieta, cada vez mais saudável.”

Embalo saudável

Até decidir levar um estilo de vida vegano, a estudante Sandriele de Oliveira, 17, não imaginava o quão bem lhe fariam as bebidas vegetais. Foi há três meses que ela teve um estalo: sem indicação de nutricionista, caiu de cabeça na aventura da substituição dos alimentos, antes consumidos com muito leite. As bebidas de soja, arroz e coco ganharam espaço em seu dia a dia.

“Consumo as bebidas praticamente todos os dias. Notei que fico menos inchada. Quanto à saciedade, os resultados são incríveis”, afirma. Como os preços dos alimentos vegetais ainda são altos, Sandriele optou por produzi-los em casa. 

Assim como a estudante, para a empresária Camila Amantéa, 34, o veganismo trouxe, há cinco anos, um leque de possibilidades antes não conhecidas. Desde cedo, ela se sentia mal com o consumo de leite e viu, no  de soja, uma opção que lhe trazia mais bem-estar. “A bebida vegetal substitui praticamente tudo na minha rotina.”

Cuidado especial

- Crianças com menos de 2 anos de idade só devem fazer a substituição do leite para bebidas do tipo vegetal com orientação profissional.

- Bebida de arroz
Além da soja, é uma das bebidas mais fáceis de se encontrar. É rica em carboidratos e livre de lactose e colesterol. A digestão é fácil, o que impede os desconfortos gástricos. Pode ser consumida pura ou misturada com outros alimentos.

- Bebida de aveia 
Repleta de fibras, é ideal para regular o intestino e para os que querem emagrecer. Possui doses de selênio e vitamina E e potentes antioxidantes, que ajudam na imunidade e evitam a perda de massa muscular. Substitui o leite de vaca nas preparações de bolo ou torta, uma vez que contribui para a maciez da massa.

- Bebida de amêndoas 
Vai bem com café e até mesmo com cereal, em razão de sua cremosidade. Além disso, contém magnésio, cálcio e vitaminas do complexo B, que produzem energia e melhoram a disposição.

- Bebida de soja 
Uma das mais cotadas substitutas para o leite. Completa em nutrientes e proteínas, as bebidas de soja possuem vitaminas do complexo B, além de diversos antioxidantes e baixo teor de gordura.

- Bebida de espelta
Também conhecida como trigo vermelho, possui mais proteínas, vitaminas e fibras do que o trigo comum. É repleta de antioxidantes, magnésio e potássio, trio importante no combate aos radicais livres.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.