Comportamento

Magia e paixão são características que não podem faltar no Natal

Eles são apaixonados por Natal. Conheça duas famílias que não abrem mão de levar para dentro de casa todo o encanto que envolve este período do ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/12/2017 07:00 / atualizado em 29/12/2017 17:40

Luzes, comemoração e muita esperança marcam o mês do Bom Velhinho. Ao longo dele, as caixas descem do topo do armário e a casa dá espaço aos pequenos enfeites avermelhados. Os amantes capricham na decoração e deixam todos de queixo caído. Os mais preguiçosos criam coragem para celebrar, de alguma forma, a tão esperada data.

“Os velhos amigos irão se abraçar, os desconhecidos irão se falar. E quem for criança vai olhar pro céu, fazendo pedido pro velho Noel.” O trecho da música Natal Todo Dia, da banda Roupa Nova, já é caso antigo na família de Teresa Oliveira, 51 anos. Ao entrar na casa dela, logo nos deparamos com um mundo de encantos: não há um espaço sequer sem enfeites especiais. Eles começam a ser montados no início de novembro e demoram cerca de um mês para ganhar todo o esplendor.

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Luzes em formato de flocos de neve, árvores e temas natalinos se refletem na sala de estar. Um enorme quebra-cabeças com o desenho do Papai Noel ocupa a parede. A grande árvore de Natal abriga enfeites e lembranças que vieram de todos os lugares já visitados pela aposentada.

Na parte de baixo, a mágica acontece: é ali que a família monta uma minivila, com direito a patinação no gelo, fábrica de chocolate e um grande trem, que passa em volta de toda a cidade em miniatura. Este foi trazido especialmente de Miami e tem como inspiração o trem dos filmes da saga Harry Potter.

Os detalhes são tantos que é impossível se atentar a todos. Mesmo assim, Teresa conta com carinho a história de cada casinha. “Sempre fui muito festeira. Quando mudei para cá, vi que poderia montar tudo o que imaginava. Como viajo muito, as lembranças foram se tornando uma grande coleção”, afirma. Argentina, Canadá, Miami e Disney são alguns dos lugares com espaço garantido. “É uma festa que nunca deixa de ser planejada. Sempre que vejo algo especial, quero comprar para deixar a casa ainda mais bonita.”

Teresa tem um carinho tão grande pelo Natal que chega a se emocionar ao olhar o resultado de tanto trabalho. “Reunimos a família e fazemos questão de convidar todos os nossos amigos para dividir com a gente o que achamos tão importante. Natal é tempo de união, amor, solidariedade. Sempre passei isso para os meus filhos.” Antes da chegada da grande noite, todos os anos, Teresa e a família fazem seis festas de Natal, divididas para cada grupo de amizade.

E não se enganem: não há nada de iniciante na estrutura da decoração. Tecnologia não falta e cada peça colocada no local é movida por transformadores e controles remotos. Na frente da cidade em miniatura, a família pôs um banco, que remete à entrada do parque Magic Kingdom, tão especial para todos. “Ficamos sentados aqui, tomando vinho e nos emocionando com histórias antigas. São momentos muito especiais. Alguns familiares gostam de olhar a cidadezinha com binóculos!”

Para o ano que vem, Teresa já tem planos de comprar uma árvore maior e mudar toda a coleção de lugar, deixando-a com mais espaço.

De geração para geração

Carlos Vieira/CB/D.A Press
Na casa da dentista Mariana Soares, 36 anos, e do empresário Otávio Soares, 43, o fim de ano não dá espaço para qualquer tipo de desânimo. A agenda de dezembro foi tomada por celebrações e a montagem da casa, sempre enfeitada. Neste ano, os dois quiseram caprichar ainda mais: é a primeira vez da filha caçula, Isabela, de 9 meses, na data tão importante para a família. A outra filha, Carolina, hoje com 5 anos, aproveita cada momento e ajuda o casal com os detalhes natalinos.

“Cresci vendo meus pais montando as pequenas casinhas. Elas me traziam bons sentimentos e a felicidade da união. Quando me casei com o Otávio, também desejei isso para a minha casa”, conta Mariana. Desde então, há dois anos, o casal compra pequenas peças, bonequinhos e até mesmo brinquedos, como a roda-gigante ou o carrossel, para completar o sonho da pequena vila de Natal.

“Gostamos de coisinhas cheias de detalhes, e vejo que a Carol já curte tanto quanto a gente. A Isabela se encanta pelas pequenas luzes. Ficamos muito emocionados.” A mais velha já pegou o jeito dos pais e sempre que vai à casa de alguém observa a decoração. Ela separou cada bola da árvore e participou ativamente de tudo.

A árvore e os demais enfeites ficam com Mariana, enquanto Otávio se ocupa da logística e dos detalhes da vila. A maioria das casinhas, comprada fora do Brasil, dá a oportunidade de unir a família e os amigos. “Todos querem fazer o Natal aqui em casa, porque acham que as fotos ficam lindas. E não é para menos”, brincam.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.