Quer escapar dos ataques virtuais? Confira sete dicas e proteja-se

Sua senha é a data de nascimento? Você abre todos os emails que chegam à caixa de entrada? Sua conta bancária pode correr perigo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/08/2015 16:04 / atualizado em 27/08/2015 16:06

Thaís Cunha /Correio Braziliense , Enviada Especial



Santiago -
O Brasil é o país da América Latina que mais sofreu ataques no último ano. Ao todo, metade dos usuários de internet do país sofreu algum tipo de ataque, 162 milhões de incidentes, segundo a Kaspersky, empresa especializada em segurança da informação. Não fazer parte desse é tarefa difícil, mas especialistas dizem que está longe de ser impossível.

Alguns hábitos básicos como usar uma senha fraca ou deixar o celular sem proteção pode fazer com que bandidos consigam roubar suas informações importantes, como as senhas das redes sociais e até seus dados bancários ou de cartão de crédito.

A pedido do Correio, Cláudio Martinelli, diretor geral da Kaspersky no Brasil elaborou uma lista de como evitar ataques inesperados:

1. Não usar a mesma senha para tudo
Um banco e uma loja grande têm sofisticados serviços de segurança, mas se você usa o mesmo código em um sistema menos seguro, como uma loja virtual desconhecida, fica mais fácil de descobrir e testar em outros serviços.

2. Não use senhas de fácil descoberta
Nome do pai, da mãe, do filho e datas de aniversário são os dados mais comuns e mais fáceis de descobrir. Acredite se quiser: alguém pode entrar no seu Facebook, pegar essas informações e testar em programas até encontrar a combinação correta.

3. Não usar palavras que estejam no dicionário em senhas

Qualquer palavra que já tenha sido catalogada pode ser descoberta com segundos de processamento de dados em um programa específico. Coloque números ou caracteres especiais como !, & ou $ para dificultar.

4. Tenha uma ferramenta de segurança confiável
Ofertas de sistema seguro e gratuitas que aparecem em emails são formas fáceis de roubar suas informações, oferecendo serviços a preços mágicos. Pesquise uma maneira confiável de proteger seus dispositivos.

5. Não abra mensagens de quem você não confia e nem cujo assunto você não tem familiaridade
Tudo bem você não abrir emails de quem você não confia, mas já pensou que o seu amigo pode ter caído nessa? Antes de clicar no email de alguém que você conhece, verifique se o assunto faz sentido entre vocês.

6. Não adianta proteger o seu computador e não blindar o restante da família
Você pode ter um comportamento seguro no seu computador, mas um dispositivo pode contaminar toda a rede. Hoje, as casas brasileiras têm entre 4 e 5 dispositivos conectados no mesmo roteador e um pode acabar contaminando o outro.

7. Seu celular é um computador
Não esqueça de usar todas as dicas também no celular. Os smartphones de hoje têm mais capacidade de processamento que um PC de cinco anos atrás. Ele é capaz de fazer muitas coisas, inclusive rodar códigos maliciosos.

A repórter viajou a convite da Kaspersky Brasil
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.