Servidora bate ponto, vai embora, foge de repórter e vira meme na internet

A "senhora", cuja rotina foi flagrada por câmeras de TV, virou hit no Twitter e no Facebook

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/09/2015 22:53 / atualizado em 28/09/2015 23:05

Fred Bottrel , Gabriela Vinhal

Uma servidora bate o ponto e vai embora. Uma equipe de TV persegue a mulher, enquanto a repórter insiste: "Senhora? Senhora?". A matéria é veiculada no Jornal Nacional. Antes do fim da edição, na noite desta segunda-feira (28/9), os memes já dominavam o Twitter, que, é claro, não perdoou. De acordo com a reportagem da TV Anhanguera, os servidores da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) envolvidos na denúncia recebem salários que chegam a quase R$ 10 mil. A maioria deles é comissionada.

 
Anuidade grátis

Posted by Bruno Munhoz on Segunda, 28 de setembro de 2015


Amém, Padre Fábio

 

 
Roda, roda

 
Quem nunca?

 

Só posto bobagem

 
Senhor Barriga, é o senhor?

 
É só um minutinho que vai mudar sua vida

 
Estudei nada

 
Narcos, cara...

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 29 de Setembro às 19:09
quero novidade, isso ai que eles fazem não é corrupção? Uns montes fazem isso....
 
Geovana
Geovana - 29 de Setembro às 11:20
Gente isso em Brasília é o que tem. O povo bate o ponto se manda e volta no fim do dia pra bater a saída...
 
Alcivan
Alcivan - 29 de Setembro às 11:13
É por isso que o Brasil não vai para frente. Não estou falando dos servidores concursados, estou falando dos comissionados que ganham cargo fácil, sem ter que estudar, fazer concursos difíceis e sabem que um dia vão ter que sair. É nisso que dá, quando não roubam (nem todos) juntos com os chefões para fazer o "pé-de-meia" (reserva), ganham sem trabalhar.
 
FRANCISCO
FRANCISCO - 29 de Setembro às 11:10
Esta situação é recorrente e diuturna em quase todas as assembleias, porém essa "trabalhadora" é apenas co-autora do crime, bem como instrumento do crime praticado pelo principal criminoso, que é o deputado que a emprega usando o dinheiro do contribuinte. Acorda Brasil!
 
Carlos
Carlos - 29 de Setembro às 09:33
Faz uma reportagem desta nos ministérios e nos prédios da câmara e senado pra ver... não sobra um!
 
Marcos
Marcos - 29 de Setembro às 08:54
Na câmara federal isso é o que mais tem. Vão as 19:00 para os estacionamentos do anexo III e por trás do IV ai vão ver o que é vergonha. Isso sem falar nos corredores. Todos ali sentados esperando esperando a sessão terminar para marcar mais um pontinho e ganhar hora extra.
 
Bidu
Bidu - 29 de Setembro às 08:11
Funcionários comissionados são assim mesmo. São nomeados apenas para receber salários. Normalmente são parentes ou amantes de políticos. Funcionário comissionado deveria ser proibido, é um roubo legalizado.
 
Wilson
Wilson - 29 de Setembro às 07:55
Este é um dos motivos de ter que aumentr os impostos.