Mercado de smartphones encerra 2015 em baixa, aponta IDC Brasil

Segundo estudo do instituto, foram comercializados pouco mais de 47 milhões de aparelhos no ano passado, queda de 13,4% na comparação com 2014

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/03/2016 15:00 / atualizado em 15/03/2016 15:36

AFP PHOTO/ROSLAN RAHMAN

De acordo com o IDC Brasil, o mercado brasileiro de smartphones encerou 2015 em baixa. Desde 2009 o setor não enfrentava queda nas vendas. Entre janeiro e dezembro, foram vendidos pouco mais de 47 milhões de celulares inteligentes. A queda foi de 13,4% na comparação com 2014, quando o país alcançou a marca de 54,5 milhões de aparelhos vendidos. Ainda de segundo com o levantamento da IDC, os feature phones (modelos comuns) encerraram o ano em queda de 74%, com 4,2 milhões de unidades comercializadas.

Embora as vendas tenham sido menores, a receita apresentou um crescimento de 1,2%, na comparação com 2014, ajudada pela alta de 17% do preço médio, que pulou de R$ 750, em 2014, para R$ 880 em 2015. De acordo com o instituto, 2013 e 2014 foram marcados pela popularização do smartphones. Já em 2015, houve uma mudança no comportamento dos consumidores, que passaram a investir em celulares mais caros. Dessa forma, o aumento na receita foi influenciado por este novo comportamento.

Em relação aos demais países da América Latina, em 2014, o Brasil representava 42% da fatia total do mercado. Em 2015, houve uma queda de 8%, com o país representando 34% das vendas totais de aparelhos. Mundialmente, a comercialização dos celulares no Brasil abocanhava 4,4% há dois anos e, em 2015, caiu para 3,4%. Mesmo assim, o país ainda é o quarto maior consumidor em unidades, perdendo apenas para China, Estados Unidos e Índia. Para 2016, a IDC prevê uma retração de cerca de 13% do mercado de smartphones, com a venda aproximada de 41 milhões de aparelhos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.